Home - Convergência Digital

Caixa fecha parceria com as teles por aplicativo de auxílio emergencial

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 07/04/2020

Em seis horas de funcionamento, a Caixa Econômica Federal finalizou o cadastro de 10 milhões de benefícios da renda básica emergencial, informou o presidente do banco, Pedro Guimarães. Segundo ele, ao considerar os eventuais pedidos rejeitados de quem não tem direito ao benefício, a expectativa é terminar o dia com 15 milhões a 20 milhões de trabalhadores cadastrados que começarão a receber o auxílio no dia 14 de abril.

Nas mesmas seis horas, as ferramentas de cadastramento da Caixa tinham enviado 15 milhões de SMS a trabalhadores que requereram o benefício. As mensagens pelo celular avisam se o trabalhador preenche os requisitos para ter direito ao auxílio de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil para mães solteiras.

O vice-presidente Rede de Varejo, Paulo Henrique Angelo, agradeceu em coletiva à imprensa nesta terça-feira, 07/04,, a parceria firmada com as operadoras de telecomunicações por liberarem o tráfego de dados. "A Caixa e o Governo não estão pagando por esse serviço. É uma aliança firmada com as operadoras", afirmou.

A Caixa revelou ainda que a página de cadastramento no aplicativo na Internet tinha recebido 31 milhões de visitas individuais nas seis primeiras horas da inscrição. A loja do sistema operacional Android, nas mesmas seis horas iniciais - das 9 às 15h - registrava seis milhões de downloads do aplicativo. A linha telefônica 111, disponível para prestar informações e tirar dúvidas, recebeu 330 mil ligações no mesmo período.

O presidente da Caixa admitiu que o site chegou a cair por três minutos e tem enfrentado momentos de lentidão ao longo do dia. Ele pediu paciência aos trabalhadores e recomendou que eles não desistam do cadastramento. “A gente conseguiu dar vazão ao investimento muito grande de todos. Peço desculpas se estiver lento. Porque hoje será, sem dúvidas, o dia de maior intensidade”, declarou. Segundo o presidente da Caixa, a expectativa é encerrar a semana com o cadastramento de 60% a 80% dos trabalhadores que tenham direito à renda básica emergencial.

O movimento da Caixa - que é a dona do sistema de Auxílio Emergencial - também abarca a bancarização. Pedro Guimarães disse que serão disponibilizadas 30 milhões de brasileiros terão uma conta poupança digital de graça. Nessa primeira etapa, eles apenas poderão fazer transferências eletrônicas - mas elas serão liberadas para até outras três contas bancárias. A conta digital permitirá o pagamento de contas. Mas o saque do dinheiro vivo em agências, lotéricas e correspondentes bancários, só acontecerá depois de o governo elaborar um cronograma para permitir - sem aglomerações- o atendimento físico.





Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

29/05/2020
Justiça exige mudanças no portal e no app do Auxílio Emergencial e cobra explicação da Dataprev

29/05/2020
Câmara prorroga desoneração da folha de TI até dezembro de 2021

28/05/2020
Caixa Tem amplia compras pelo celular e alcança 2,1 milhões de transações digitais

27/05/2020
Teletrabalho: medo de perder emprego cria obrigação de ficar 100% online

27/05/2020
MPF e Defensoria da Paraíba entram com ação pública contra União, Dataprev e Caixa

26/05/2020
Um a cada quatro candidatos a um emprego aceitou se tornar PJ no Brasil

22/05/2020
Aplicativos da Caixa para auxílio emergencial somam 187 milhões de downloads

21/05/2020
Governo reabre prazo para doações de PCs, notebook e tablets para teletrabalho

21/05/2020
Transformação digital obrigatória pela Covid-19 abriu vagas de empregos em TI

21/05/2020
Mais de 60 mil pessoas buscam cursos gratuitos online na pandemia em São Paulo

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site