Home - Convergência Digital

Metade dos brasileiros não bloqueia aparelho e linha em caso de roubo

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 24/07/2019

A mais recente pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box – Roubo de Celulares no Brasil descobriu que 47% dos brasileiros que acessam a Internet e possuem smartphone já teve o aparelho roubado pelo menos uma vez na vida. Destes, 62% foram vítimas apenas uma vez; 27%, duas vezes; e 11% três ou mais vezes. Foram entrevistados 2.532 brasileiros em junho deste ano.

O medo de ter o aparelho roubado é muito forte entre os brasileiros: 84% deles afirmam que evitam atender a chamadas na rua. A preocupação com o roubo é maior entre as mulheres: 88% delas evitam atender chamadas quando estão na rua (42% em qualquer rua e 46%, dependendo da rua). Entre os homens, a atitude cautelosa é de 78% deles (22% em todas as ruas e 56%, em algumas delas).

O medo é maior entre os brasileiros que já tiveram um smartphone roubado ou furtado alguma vez na vida: 87% destes evitam atender chamadas quando estão na rua; contra 81% daqueles que nunca foram vítimas. Apesar disso, apenas 15% tem seguro contra roubo de aparelho. Apesar do prejuízo, apenas quase a metade (48%) das vítimas declararam terem feito boletim de ocorrência (B.O.).

O levantamento também revela que:

- 55% das vítimas bloquearam o aparelho e a linha depois de serem roubadas/furtadas;
- 21% tiveram esse cuidado apenas em relação à linha e 6%, apenas com o aparelho;
- Praticamente uma em cada cinco vítimas (18%) não tomaram qualquer providência de bloqueio, provavelmente fruto de desinformação sobre essa possibilidade e/ou desapego em relação à linha, possivelmente pré-paga;
- Apenas 27% das vítimas tentaram rastrear seu aparelho depois de ter sido levado;
- 39% não o fizeram e 34% afirmaram que seu dispositivo não permitia essa opção – novamente um sinal de desinformação, já que essa é uma possibilidade nativa em qualquer terminal Android e iOS.
- A vítima costuma investir em um celular melhor que o anterior;
- 72% das pessoas que tiveram um dispositivo roubado ou furtado relatam que compraram um modelo melhor depois do crime; 15% adquiriram um igual.

O Panorama Mobile Time/Opinion Box – Roubo de Celulares no Brasil é uma pesquisa independente realizada por uma parceria entre o site de notícias Mobile Time e a empresa de soluções em pesquisas Opinion Box. O questionário foi elaborado por Mobile Time e aplicado on-line por Opinion Box junto a 2.532 brasileiros que acessam a Internet e possuem smartphone, respeitando as proporções de gênero, idade, faixa de renda e distribuição geográfica desse grupo. As entrevistas foram feitas ao longo de maio e junho de 2019. A margem de erro é de 2.1 pontos percentuais. O grau de confiança é de 95%. Para baixar gratuitamente o estudo, clique aqui: https://panoramamobiletime.com.br/

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/10/2019
Chinesa Xiaomi promete lançar 10 celulares 5G em 2020

25/09/2019
Celulares mais simples vendem como nunca no 2º trimestre

28/08/2019
Smartphones receberam seis tentativas de ataques por minuto na América Latina

01/08/2019
Brasileiro elege o smartphone como meio digital para fazer transação bancária

24/07/2019
Metade dos brasileiros não bloqueia aparelho e linha em caso de roubo

17/06/2019
Compra de smartphone mais caro cresce 247% no 1º tri no Brasil

28/05/2019
Celulares Top vendem menos e modelos básicos turbinam fabricantes chinesas

03/05/2019
Apple despenca e Huawei assume segundo lugar no ranking de celulares

25/04/2019
Brasil precisa decifrar a transformação digital pelos smartphones

22/04/2019
Crise econômica e alta nos preços travam a venda de smartphones no Brasil

Destaques
Destaques

Redes privadas no 5G impulsionam o crescimento econômico do País

“Nas quatro verticais indicadas pelo governo as redes privadas podem ter impacto forte. Por isso a abertura regulatória é muito importante”, defende a gerente da Qualcomm, Milene Pereira. 

5G já trouxe aumento de receitas para as operadoras

“Na Coreia, são 3,5 milhões de clientes em seis meses, 1 milhão com serviços de valor adicionado. Em apenas um trimestre as operadoras aumentaram as receitas em 2%”, afirma o diretor de soluções da Huawei, Carlos Roseiro. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site