GOVERNO

Reforma Trabalhista reduziu número de processos trabalhistas em 17,4%

Convergência Digital* ... 05/11/2018 ... Convergência Digital

A redução nos litígios trabalhistas é o impacto mais notável um ano depois da aprovação da Reforma Trabalhista pelo Congresso Nacional, segundo avaliação do Tribunal Superior do Trabalho. Nas contas do TST, entre janeiro e setembro de 2018 foram instauradas 1.661.141 reclamações nas varas do trabalho. No mesmo período de 2017, foram 2.013.241. As mudanças na legislação entraram em vigor em 11 de novembro de 2017.

“Até o momento, o principal impacto é a redução do número de reclamações trabalhistas, o que pode ser comprovado pelos dados estatísticos. Paralelamente, houve um aumento de produtividade”, afirma o presidente do Tribunal Superior do Trabalho e do Conselho Superior do Trabalho (CSJT), ministro Brito Pereira.

Segundo o TST, ao recuo de 17% no total de processos iniciados correspondeu uma queda de 20% na quantidade de processos que aguardam julgamento. Em dezembro de 2017, o resíduo nas Varas e nos Tribunais Regionais do Trabalho era de 2,4 milhões de processos. Em agosto de 2018, esse número caiu para 1,9 milhão de processos.

A construção de uma nova jurisprudência sore a aplicação concreta da legislação, no entanto, leva tempo. Questões de direito material são discutidas caso a caso, em julgamentos de primeiro e segundo graus, e em seguida no tratamento dos recursos pelo TST. As principais novidades da reforma envolvem férias, tempo à disposição do empregador, teletrabalho, reparação por dano extrapatrimonial, trabalho intermitente e extinção do contrato por acordo.

* Com informações do TST


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Telebras aumenta capital em R$ 1,59 bilhão e cobra calote da FIFA

Acionistas aprovaram a medida - uma reação à privatização pretendida pelo Governo Bolsonaro - e o capital da estatal passará a ser de R$ 3,1 bilhões. Estatal também foi à Justiça para cobrar R$ 9,2 milhões da FIFA por serviços prestados na Copa do Mundo de 2014.

Com novo marco das teles, governo prepara leis para Fust, antenas e datacenters

MCTIC resgata agendas antigas e aponta para regra nacional que dispense antenas de 5G do licenciamento municipal, enquadrando-as como mini-ERBs. 

Autoridade de Dados vai ser a fiscal do compartilhamento de dados do Governo

As regras para o compartilhamento de dados foram estabelecidas no decreto 10.046, mas tudo terá o crivo da ANPD, diz Ciro Avelino, do Governo Digital.

Comitê de dados vai expedir orientações em 90 dias

“Dados interoperáveis, estruturados e automatizados convergem com a LAI e a LGPD. A ideia é que os órgãos conversem para não fazer do cidadão um agente cartorário”, diz o secretário adjunto de governo digital, Ciro Avelino.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G