Home - Convergência Digital
Veja mais
Veja mais

Harlen Duque, de Minas, assume SUCESU nacional

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 10/03/2020

O empresário mineiro, Harlen Duque, que é o atual presidente-executivo da Sucesu Minas, foi eleito por unanimidade para assumir o comando da SUCESU Nacional no biênio 2020/2021. O executivo definiu duas prioridades: unificar os processos da entidade e ampliar o leque de ofertas nacionais.

“A grande missão da Sucesu é promover o mercado de tecnologia por meio de eventos de conteúdo e relacionamento, conectando quem produz tecnologia e quem as consome. Nos últimos tempos, o leque de quem consome essas soluções aumentou, e hoje precisamos interagir com as mais variadas áreas, tais como Recursos Humanos, Direito e Marketing. Por isso, vamos atuar na padronização e unificação das ofertas em nível nacional, tendo como base o trabalho que desenvolvemos em Minas Gerais, para que os associados de todo o país tenham as mesmas experiências permeadas pela qualidade e pela inovação”, destaca.

Harlen Duque pretende abrir uma frente de trabalho para estabelecer proximidade da Sucesu Nacional com os órgãos governamentais que têm poder de decisão no que tange ao uso da tecnologia no dia a dia dos brasileiros. “Temos em discussão no momento a lei das startups e a LGPD, que vão mexer bastante com a economia e com o dia a dia dos brasileiros. Como defensora dos interesses dos usuários comuns e também de seus associados, é importante que a Sucesu participe de discussões relativas às leis que regulamentam o uso de tecnologias em nosso país”, declara.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Faltam profissionais para cuidar dos ataques cibernéticos no Brasil

Ao publicar a Estratégia Nacional de Segurança da Informação, a e-ciber, o governo admite que o País possui poucos profissionais especializados em segurança cibernética; que há uma baixa conscientização dos usuários com relação ao tema e que é preciso urgente criar um programa nacional destinado à formação técnica nos órgãos do governo e nas empresas privadas.

TI e Internet lideram 13 dos 15 cargos profissionais em alta no Brasil

Levantamento feito pelo Linkedin mostra que gestor de redes sociais, engenheiro de cibersegurança, cientistas de dados e desenvolvedores seguem tendo alta demanda no mercado.

Déficit de mão de obra na América Latina será de 570 mil profissionais em 2020

Empresas da região vão investir nas tecnologias da terceira plataforma - cloud, analytics, Inteligência Artificial - e vão requisitar cada vez mais especialistas em programação e desenvolvimento, projeta estudo da IDC América Latina.

Análise de requisitos define sucesso ou morte dos projetos de TI

Como demonstra o professor e pesquisador Marcos Kalinowski, do departamento de informática da PUC-RJ, especificação boa ou ruim pode triplicar a produtividade ou aumentar em até 50% os custos. O professor da PUC-RJ coordena um projeto de pesquisa na área de Engenharia de Requisitos que envolve mais de 50 pesquisadores de 20 países.

Cientista de Dados, desenvolvedor, CTO e analista de segurança da Informação são os mais procurados em TI

Essa é a constatação do Guia Salarial 2020, produzido pela consultoria Robert Half, com atenção às pequenas, médias e grandes empresas. Cientista de Dados pode ter salário inicial em torno de R$ 13 mil nas pequenas empresas e de R$ 26 mil nas grandes corporações.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site