Home - Convergência Digital

Vivo quer carro conectado até para não cliente

Convergência Digital* - 09/09/2019

Os carros conectados acirram a disputa entre as operadoras móveis no Brasil. A Vivo anunciou o Vivo Car, um serviço que transforma automóveis comuns em veículos conectados. Os interessados na novidade podem fazer um pré-cadastro no site vivocar.vivo.com.br, e saber em primeira mão sobre o lançamento, que acontecerá em setembro em todas as lojas da Vivo. O Vivo Car poderá ser contratado por qualquer pessoa, inclusive por aqueles que ainda não são clientes da Vivo.

Quem nunca teve de compartilhar a conexão do celular para as crianças navegarem na internet durante os trajetos? Quem não gostaria de saber quando o manobrista ligou e onde ele estacionou o seu carro? O Vivo Car transforma o automóvel em um hotspot Wi-Fi móvel com 40GB por mês para que todos os passageiros tenham acesso à internet do veículo.

Além disso, o Vivo Car disponibiliza informações em tempo real sobre a saúde do veículo, possíveis falhas mecânicas ou elétricas, planejamento de revisões e alertas de segurança. Todas estas informações também podem ser acessadas por pessoas que compartilham o mesmo carro (desde que devidamente autorizadas pelo assinante Vivo Car). Todos recebem notificações no celular - se o carro foi ligado, desligado, se ultrapassou a velocidade configurada, uma possível colisão ou até mesmo se está sendo rebocado.

No Vivo Car, o cliente conta com o recurso de geolocalização, possibilitando encontrar a posição atual do veículo a qualquer momento. Um recurso de segurança muito interessante para a família é a possibilidade de fixar áreas onde o carro poderá transitar e caso saia da zona pré-definida, todos são notificados. O assinante Vivo Car também receberá ofertas especiais disponíveis nas proximidades do carro. As ofertas serão disponibilizadas por uma rede de parceiros que será ampliada ao longo do tempo.

Como funciona

O Vivo Car é composto por um dispositivo que deve ser conectado na entrada OBD2 (sigla em inglês para On Board Diagnostics) do veículo, presente na maior parte dos modelos nacionais a partir de 2010 e de um aplicativo para celular, que pode ser baixado por clientes de qualquer operadora. A lista de veículos compatíveis estará disponível no site do serviço, no lançamento comercial.

Durante os 12 primeiros meses o plano Vivo Car será gratuito e o dispositivo deverá ser pago à parte, no cartão de crédito, em até 12 parcelas, sem juros. O valor será informado no lançamento comercial do serviço. Para usar o serviço, basta que o cliente conecte o dispositivo à entrada OBD2 de seu carro, baixe o app, faça um cadastro e depois o login, seguindo as orientações recebidas no ato da contratação.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

06/07/2020
Empresas de Tecnologia se unem por agenda única da indústria

06/07/2020
UISA, de bionergia, contrata Vivo para ter 4G e IoT na produção de bionergia

02/07/2020
Banco Central descarta adiamento do Open Banking e do pagamento instantâneo

02/07/2020
Depois da TIM, Vivo e Claro também são multadas em R$ 800 mil

01/07/2020
Empresas nacionais reclamam da burocracia e deixam de investir em Inovação

29/06/2020
Vivo Play embarca Amazon Prime Video em sua plataforma

26/06/2020
Vivo Empresas fecha parcerias para clientes nas áreas de saúde e serviços

23/06/2020
Finep e MCTI abrem edital de R$ 50 milhões para tecnologias 4.0

22/06/2020
Brasil: é urgente formar profissionais em Inteligência Artificial

18/06/2020
Streaming na TV aberta faz Radiodifusão acelerar Ginga D

Destaques
Destaques

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site