Home - Convergência Digital

Ser humano faz a Aura,da Vivo, ser uma IA diferente

Ana Paula Lobo e Fábio dos Santos - 07/11/2019

O grande diferencial da Aura, a Inteligência Artificial da Vivo, é ela ser treinada por seres humanos, observa o VP de Dados e Inteligência Artificial, Luiz Eduardo Medici. Hoje a Aura - que já faz mais de 20 milhões de atendimentos por mês -tem papel estratégico para destravar o grande gargalo no setor: aperfeiçoar o atendimento ao cliente.

"O nosso centro de treinamento de robôs transformou o atendente de call center em um treinador de robôs. São os humanos que dão as diretrizes à Aura e é esse modelo que nos permite unificar o atendimento independente do perfil de consumo do cliente na Vivo", conta Medici, em entrevista à CDTV, do Convergência Digital, durante a Futurecom 2019, que aconteceu de 28 a 31 de outubro, em São Paulo.

Medici conta que a Aura hoje já atende 40% de todas as demandas dos clientes e, em 2020, a meta é chegar a 80% e o grande desafio será incluir a contextualização do cliente no atendimento. "É tornar o atendimento ainda mais personalizado", reforça o executivo. Um dos canais que mais cresce com a Aura é o atendimento nos parceiros, entre eles, no WhatsApp. Assista a entrevista com o VP de Dados e IA da Vivo, Luiz Eduardo Medici.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/10/2020
Centro de Inteligência Artificial no Brasil mira formação de mão de obra

17/09/2020
Startup nacional é acelerada para avançar no uso dos robôs de investimento

11/09/2020
Robocon, a IA, criada para resolver conflitos para o consumidor no Brasil

11/09/2020
INSS aloca 300 servidores para chat humanizado do robô Helô

10/09/2020
TCU vai apresentar ferramentas de IA contra fraudes na pandemia

03/09/2020
Certisign cria área de inteligência artificial e convoca o criador da BIA, do Bradesco

18/08/2020
Robôs do TCU identificaram R$ 220 milhões em compras suspeitas contra Covid-19

11/08/2020
TV Digital: Sobra de R$ 1,4 bilhão fica para Minicom construir rede na Amazônia

31/07/2020
Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles

31/07/2020
Qualcomm defende faixa de 6GHz para não licenciados atenta ao 5G

Desafio nacional: identificar os dados efetivamente valiosos ao negócio

Pesquisa da IDC mostra que quase a metade companhias pesquisadas no Brasil admitiu ter dificuldade para encontrar talentos e recursos responsáveis pelas análises das informações.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Futuro sem aposentadoria – qual a saída?

Por luis Macedo*

O futuro financeiro nunca foi tão incerto. A aposentadoria "oficial", pelo INSS, fica cada vez mais distante para muitas pessoas, especialmente porque o mundo do trabalho mudou. Uma alternativa para uma parcela significativa da população que não tem carteira assinada são os fundos de previdência. O problema, no entanto, é a infinidade de fundos que existem.

Destaques
Destaques

Ministério Público: Teletrabalho exige direito à desconexão

Ministério Público do Trabalho elaborou uma nota técnica direcionada para as “empresas, sindicatos e órgãos da administração pública”.  Na orientação, sugere a adoção de etiqueta digital para orientação de patrões e empregados.

Dos 10% em teletrabalho no Brasil, maioria é branca, tem diploma e maior renda

Segundo o Dieese, 8,4 milhões de brasileiros trabalham de casa por conta da pandemia de Covid-19. Proporção chega a 22% dos trabalhadores em Brasília, mas não passa de 3% no Pará. 

Um em cada cinco servidores públicos será substituído por robô no Brasil

A Escola Nacional de Administração Pública estima que, por conta da Transformação Digital, a automação deverá substituir cerca de 100 mil postos de trabalho no Serviço Público Federal nos próximos cinco a 10 anos, sendo que a metade deles terá menos de 50 anos.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site