Convergência Digital - Home

Leroy Merlin contrata nuvem híbrida da IBM

Convergência Digital
Da redação - 25/07/2019

A Leroy Merlin, uma das maiores redes de varejo no segmento de construção, aderiu à nuvem híbrida e escolheu a IBM como fornecedora do ambiente e para o gerenciamento das aplicações da plataforma digital, incluindo sistemas de vendas e administrativos. Em um estudo recente do IBM Business Value Institute, 70% das empresas de varejo mencionaram que estão aumentando seus investimentos na digitalização de canais e lojas, enquanto 71% disseram que veem a experiência do cliente impactando mais o cenário de negócios do que os produtos em si. Os valores do contrato não foram revelados.

Operando no Brasil há mais de 20 anos, a Leroy Merlin tem mais de 40 lojas em todo o país que são complementadas com vendas por telefone e pela internet. O varejista está migrando cargas de trabalho importantes para a IBM Cloud, como aplicações de pontos de vendas, SAP e e-commerce, criando um modelo de nuvem híbrida que proporcionará mais flexibilidade e velocidade nas operações de negócios.
r
"Nossa visão é tornar-se um destino único para todas as necessidades de casa e construção dos brasileiros, atendendo o cliente onde quer que ele esteja e da maneira que prefira comprar", afirma Marcelo Figueiredo, diretor de Infraestrutura e Digital Workplace da Leroy Merlin. "Estamos certos de que a nuvem híbrida da IBM vai permitir que aceleremos nossa transformação para responder às demandas dos clientes em todos os canais e manter a Leroy Merlin na vanguarda do mercado de construção".

Ao criar um ambiente de nuvem híbrida, a divisão de Serviços da IBM foi capaz de reduzir significativamente o tempo necessário para criar novos ambientes de TI para a Leroy Merlin - de 10 a 3 dias, comparando com a infraestrutura tradicional. Isso torna possível para a Leroy Merlin lançar novos aplicativos baseados na nuvem e trazer novos recursos para os usuários finais com muito mais rapidez. Essa agilidade é uma forte vantagem competitiva, já que o time-to-market de novos produtos e serviços é um diferencial importante e um grande componente da estratégia omnicanal do cliente.

"Cloud é o alicerce da reinvenção digital e a adoção desta tecnologia proporciona às empresas a possibilidade de oferecer uma experiência mais estável e veloz aos seus clientes finais", afirma Frank Koja, VP de Serviços de Tecnologia da IBM Brasil. Nos últimos anos, a Leroy Merlin também investiu em sua transformação para uma empresa omnicanal, trazendo novos serviços e facilidades aos seus clientes, que hoje podem buscar e comprar produtos auxiliados por um chatbot que utiliza Watson na IBM Cloud. A LIA (sigla para Leroy Merlin Inteligência Artificial) funciona no site da varejista para responder sobre endereços de lojas, sistema de troca, serviços disponíveis e horários de funcionamento, disponível no site da empresa 24 horas por dia nos sete dias da semana.


Destaques
Destaques

Compartilhamento de dados fomenta o big data no governo federal

A TIC Governo Eletrônico 2019 mostra que ainda há muito por usar em análise de dados no governo. O MPF foi o maior utilizador dos dados para análise. O Executivo ficou com apenas 20%. Serviços na nuvem também ficam aquém do desejado.

Evite os mitos. Nuvem não é mágica nem resolve tudo

Mesmo com dados de crescimento constantes, conceitos errôneos atormentam a computação em nuvem e retardam, muitas vezes, a adoção da tecnologia. Os mitos,advertem o Gartner, são perigosos e enganosos.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Transformação digital exige eficiência no gerenciamento

Por Luiz Fernando Souza*

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Essa é uma máxima que precisa ser aplicada à transformação digital, e vale quando falamos da gestão dos servidores. E as razões são simples: é menos sofrido, menos dolorido e mais barato manter uma rotina de trabalho focada na manutenção, preservando com inteligência dados e sistemas.

Jornada para a nuvem: evite as armadilhas e faça a coisa certa

Por Fábio Kuhl*

Até bem pouco tempo, a nuvem era inovação, hoje me arrisco a dizer que, em breve, uma commodity.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site