Convergência Digital - Home

Universidade de Nova York escolhe empresa brasileira para projeto de nuvem

Convergência Digital
Convergência Digital* - 20/09/2019

A multinacional de tecnologia e engenharia Radix foi escolhida pela  New York University (NYU), considerada uma das instituições de ensino e pesquisa mais influentes do mundo, para atuar no desenvolvimento de um de seus programas, o NYU Administrative Data Research Facility (ADRF), que é uma plataforma hermética e segura de análise de dados confidenciais.

De acordo com o site da Coleridge Initiative, startup baseada na NYU que executa este projeto, o ADRF institucionaliza o acesso e o uso seguro de dados. É um ambiente baseado em nuvem e certificado pelo FedRAMP, que garante confidencialidade e sigilo das informações.

O sistema permite que agências do mesmo estado ou de estados diferentes dos Estados Unidos compartilhem seus dados em uma área comum na nuvem para determinadas ações. Somente no último ano, o ADRF ofereceu serviços para mais de 200 pesquisadores e funcionários de agências governamentais norte-americanas e abrigou quase 50 bases de dados confidenciais, de 12 agências diferentes de todos os níveis do governo.

“Nosso objetivo neste projeto era executar a reestruturação da arquitetura do ADRF com três principais focos: segurança, usabilidade e escalabilidade”, diz o gerente do projeto na Radix, Luiz Penedo. O programa foi executado pelos desenvolvedores Fausto Junqueira, João Ferreira e Willow Chung, que lidaram com tecnologias e plataformas como Docker, Kubernetes, Jupyter e AWS.

Empresa global com sedes no Rio de Janeiro e em Houston (EUA), a Radix atua nas áreas de tecnologia e engenharia, com o objetivo de transformar seu conhecimento técnico-científico em soluções qualificadas e com independência tecnológica para seus clientes. Hoje a companhia soma mais de 600 colaboradores.


Destaques
Destaques

Banco Central afrouxa regras de contratação de serviços na nuvem pelos bancos

A partir de agora, os contratos de serviços na nuvem não precisam mais de autorização prévia, a não ser nos casos em que houver armazenamento de dados fora do Brasil em países sem convênio entre autoridades monetárias. 

Rio de Janeiro terá licitação de nuvem para dados abertos do Governo

Processo está sendo conduzido pelo Ministério Público do Rio de Janeiro e ganhou 'musculatura' com a adesão do governo do Estado, revela o procurador geral da Justiça, José Eduardo Gussem.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

As lições do buraco negro e da análise de dados às empresas

Por Paulo Watanave*

O fato é que por trás das aplicações e sistemas usados nas operações já existe um grande e variado conjunto de insights e algoritmos que podem ser usados para gerar valor real às organizações e para as pessoas de um modo geral. Estima-se que menos de 10% das companhias em todo o mundo tenham estratégias bem definidas para a utilização dos recursos digitais e das informações.

Edge Computing para acelerar os negócios das empresas brasileiras

Por Henrique Cecci*

O que é, afinal, Edge Computing? Trata-se da aplicação de soluções que facilitam o processamento de dados diretamente na fonte de geração de dados. No contexto da Internet das Coisas (IoT), por exemplo, as fontes de geração de dados geralmente são "coisas" com sensores ou dispositivos incorporados.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site