Home - Convergência Digital

Vivo quer carro conectado até para não cliente

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 09/09/2019

Os carros conectados acirram a disputa entre as operadoras móveis no Brasil. A Vivo anunciou o Vivo Car, um serviço que transforma automóveis comuns em veículos conectados. Os interessados na novidade podem fazer um pré-cadastro no site vivocar.vivo.com.br, e saber em primeira mão sobre o lançamento, que acontecerá em setembro em todas as lojas da Vivo. O Vivo Car poderá ser contratado por qualquer pessoa, inclusive por aqueles que ainda não são clientes da Vivo.

Quem nunca teve de compartilhar a conexão do celular para as crianças navegarem na internet durante os trajetos? Quem não gostaria de saber quando o manobrista ligou e onde ele estacionou o seu carro? O Vivo Car transforma o automóvel em um hotspot Wi-Fi móvel com 40GB por mês para que todos os passageiros tenham acesso à internet do veículo.

Além disso, o Vivo Car disponibiliza informações em tempo real sobre a saúde do veículo, possíveis falhas mecânicas ou elétricas, planejamento de revisões e alertas de segurança. Todas estas informações também podem ser acessadas por pessoas que compartilham o mesmo carro (desde que devidamente autorizadas pelo assinante Vivo Car). Todos recebem notificações no celular - se o carro foi ligado, desligado, se ultrapassou a velocidade configurada, uma possível colisão ou até mesmo se está sendo rebocado.

No Vivo Car, o cliente conta com o recurso de geolocalização, possibilitando encontrar a posição atual do veículo a qualquer momento. Um recurso de segurança muito interessante para a família é a possibilidade de fixar áreas onde o carro poderá transitar e caso saia da zona pré-definida, todos são notificados. O assinante Vivo Car também receberá ofertas especiais disponíveis nas proximidades do carro. As ofertas serão disponibilizadas por uma rede de parceiros que será ampliada ao longo do tempo.

Como funciona

O Vivo Car é composto por um dispositivo que deve ser conectado na entrada OBD2 (sigla em inglês para On Board Diagnostics) do veículo, presente na maior parte dos modelos nacionais a partir de 2010 e de um aplicativo para celular, que pode ser baixado por clientes de qualquer operadora. A lista de veículos compatíveis estará disponível no site do serviço, no lançamento comercial.

Durante os 12 primeiros meses o plano Vivo Car será gratuito e o dispositivo deverá ser pago à parte, no cartão de crédito, em até 12 parcelas, sem juros. O valor será informado no lançamento comercial do serviço. Para usar o serviço, basta que o cliente conecte o dispositivo à entrada OBD2 de seu carro, baixe o app, faça um cadastro e depois o login, seguindo as orientações recebidas no ato da contratação.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

10/10/2019
Maganine Luiza abre concurso para escolher startups

09/10/2019
Bateria de celular dá prêmio Nobel a três cientistas

03/10/2019
TOTVS abre laboratório de inovação nos EUA

26/09/2019
Finep tem crédito de R$ 200 milhões para projetos de indústria 4.0

23/09/2019
Sebrae seleciona 112 startups para nova etapa do InovAtiva Brasil

23/09/2019
Procon de SP multa Telefônica em R$ 3,5 milhões por cobranças indevidas

17/09/2019
Telefônica diz à CVM que desconhece planos para comprar Oi

10/09/2019
Projetos inovadores de todo o Brasil poderão receber até R$ 200 mil

09/09/2019
Vivo quer carro conectado até para não cliente

04/09/2019
Vivo fecha contrato de SD-WAN com franquia do McDonald's

Destaques
Destaques

5G chegará a 75 milhões de conexões na América Latina até 2023

Até lá, a tecnologia LTE segue com um crescimento considerável. Em junho foram 4,7 bilhões de conexões, ou 53% de todas as conexões celulares no mundo, revela a 5G Americas.

TVs defendem migração da banda C para Ku e calculam custo em R$ 2,9 bilhões

Abratel, que representa Record e Rede TV!, apresentou formalmente à Anatel uma proposta de migração das transmissões como forma de evitar a interferência do uso da faixa de 2,5 GHz nas antenas parabólicas.  

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site