SEGURANÇA

Reconhecimento facial protagoniza segurança na Copa América

Convergência Digital ... 14/06/2019 ... Convergência Digital

Responsável por coordenar a atuação das forças federais e estaduais de segurança pública voltadas à manutenção da integridade dos torcedores que assistirão aos jogos da Copa América nos estádios, o Ministério da Justiça e Segurança Pública montou um forte esquema de vigilância no Centro Integrado de Comando e Controle Nacional, em Brasília. É desse centro que serão monitorados, por exemplo, a rotina em aeroportos, hotéis, centros de treinamento, estádios e pelas rotas por onde passarão as várias equipes que participam do evento esportivo. Eventuais ocorrências em bares, restaurantes e nos estádios também serão monitoradas.

A operação contará com a participação de agentes da Secretaria de Operações Especiais, do Ministério da Justiça, além de membros da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), do Ministério das Relações Exteriores e representantes dos cinco estados onde haverá jogos: São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

O Ministério da Justiça confirmou que houve troca de dados entre os países participantes para a identificação de torcedores com históricos de violência. Para impedir a entrada de torcedores violentos nos estádios, a tecnologia de reconhecimento facial será utilizada durante a competição. Em São Paulo, serão usados dois sistemas: um da polícia civil do Estado para identificar torcedores locais e um da organizado do evento, a Commebol, com imagens dos torcedores dos demais países.

Já em Minas Gerais, as forças de seguranças vão usar uma plataforma de reconhecimento facial para monitorar comportamentos suspeitos. É a primeira vez que essa tecnologia, ainda em forma de teste, será usada no estado. As imagens de mais de 1,3 mil câmeras espalhadas pela capital mineira serão monitoradas no Centro Integrado de Comando e Controle. Ao identificar alguma atitude suspeita o sistema cruza as imagens obtidas com um banco de imagens e dados já armazenado para verificar se envolvem pessoas com mandados de prisão em abertos ou foragidos da Justiça.


Prejuízo médio com violação de dados sobe para R$ 5,8 milhões no Brasil

Estudo da IBM mostra que o aumento no valor foi de 10,5% em relação a 2019. O levantamento traz uma advertência: aumentou o prazo para contenção do vazamento nas empresas para 115 dias. Credenciais roubadas ou nuvens com configurações incorretas foram as brechas para as invasões.

Segurança digital faz Oi ultrapassar a marca de 125 mil elementos monitorados em SOCs

SOCs, localizados no Rio de Janeiro e São Paulo, dão suporte à jornada digital de clientes públicos e privados e registrou um crescimento de 132% nas vendas de serviços gerenciados voltados à transformação digital.

PGFN alerta que é alvo de tentativa de fraude

Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional informa que nunca entra em contato para pedir doações ou para tratar de questões como pagamento de benefícios e auxílios ou restituição e resgate de valores.

Por Covid-19, biometria é excluída das eleições 2020 pelo TSE

Decisão foi tomada pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luis Roberto Barroso, em função do risco de contágio da Covid-19. Os leitores lde impressões digitais não podem ser higienizados a cada utilização, o que seria um risco considerável.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G