Home - Convergência Digital

Ainda sem chancela de Trump à Oracle, EUA banem TikTok e WeChat no domingo

Convergência Digital* - 18/09/2020

O Departamento de Comércio dos Estados Unidos disse que emitirá uma ordem nesta sexta-feira, 18/9, que impedirá as pessoas no país de baixarem o aplicativo de mensagens chinês WeChat e o TikTok a partir de 20 de setembro.

Autoridades do departamento disseram que a proibição de novos downloads do TikTok nos EUA ainda pode ser revogada pelo presidente Donald Trump antes de entrar em vigor na noite de domingo, enquanto a proprietária do TikTok, ByteDance, corre para fechar um acordo sobre o destino de suas operações nos EUA.

A ByteDance tem conversado com a Oracle e outros interessados para criar uma nova empresa, a TikTok Global, que visa atender a preocupações dos Estados Unidos sobre a segurança dos dados de seus usuários. A ByteDance ainda precisa da aprovação de Trump para evitar uma proibição dos EUA. 

Autoridades do departamento disseram que não vão barrar transações técnicas adicionais do TikTok até 12 de novembro, o que dá à empresa mais tempo para chegar a um acordo para suas operações nos EUA. “O TikTok permanecerá intacto até 12 de novembro”, disse o secretário de Comércio Wilbur Ross à Fox Business.

O departamento disse que as medidas “protegerão os usuários nos Estados Unidos, eliminando o acesso a esses aplicativos e reduzindo significativamente sua funcionalidade”.

A ordem irá remover os dois aplicativos da App Store da Apple AAPL.O e da Google Play Store da Alphabet GOOGL.O nos Estados Unidos e proibirá outros de oferecer os aplicativos em qualquer plataforma "que possa ser acessada dentro dos EUA", disse uma autoridade do Departamento de Comércio à Reuters.

O pedido não impedirá transações com outros negócios com a Tencent 0700.HK, proprietária do WeChat, incluindo suas operações de jogos online, e não proibirá a Apple, Google ou outras plataformas de oferecer o TikTok e o WeChat fora dos Estados Unidos.

Ross disse em declaração por escrito “nós tomamos medidas significativas para combater a coleta maliciosa de dados pessoais de cidadãos norte-americanos pela China, enquanto promovemos nossos valores nacionais, as normas baseadas em regras democráticas e a aplicação agressiva das leis e regulamentos dos EUA”.

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

21/10/2020
NIC.br divulga série de animações que incentivam uso seguro da internet

15/10/2020
França e Holanda pressionam Europa por agência reguladora para Google e Facebook

13/10/2020
No Rio,teles estão obrigadas a informar redução de velocidade em tempo real

07/10/2020
STJ volta atrás e diz ser legal cobrar taxa por ingressos vendidos pela Internet

07/10/2020
Rádio pela internet e streaming de áudio crescem durante pandemia

06/10/2020
Tráfego móvel cai com isolamento e maior dependência do Wi-Fi

01/10/2020
Sebrae: Pandemia faz disparar a procura de cursos online pelas PMEs

01/10/2020
Covid-19: maioria teme o uso dos dados pessoais nos serviços públicos online

24/09/2020
TSE convoca empresas a apresentarem soluções para voto online

21/09/2020
Justiça trava Trump e suspende banimento do WeChat nos EUA

Destaques
Destaques

Conexão no campo pode render até R$ 50 bilhões em dois anos

Estudo do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) revela que, hoje, faltam quase 15 mil antenas e torres para ofertar o serviço necessário para a digitalização do agronegócio. Os números foram revelados no Painel Telebrasil 2020.

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site