INTERNET

Europa abre investigação sobre Amazon por duplo papel em vendas online

Convergência Digital ... 17/07/2019 ... Convergência Digital

A Comissão Europeia abriu uma investigação contra a varejista online Amazon para determinar se a companhia usou informações pessoais confidenciais de vendedores independentes, quebrando as regras do bloco na área da concorrência.

“A Comissão Europeia abriu uma investigação formal para avaliar se o uso de dados confidenciais pela Amazon de vendedores independentes que vendem na sua plataforma viola as regras de concorrência da UE”, informou a CE em comunicado.

A suspeita é de que ao ter acesso a essa informação, a Amazon tenha sido beneficiada em comparação com outras plataformas de comércio eletrônico. 

“Os consumidores europeus compram cada vez mais pela internet. O comércio eletrônico impulsionou a concorrência e trouxe mais opções e melhores preços. Temos de garantir que as grandes plataformas online não eliminam esses benefícios. Portanto, decidi analisar de perto as práticas comerciais da Amazon e o seu duplo papel como vendedora e mediadora de 'marketplace'”, afirmou a comissária europeia da concorrência, Margrethe Vestager. 

A comissão pretende analisar os protocolos padrão existentes sobre o uso de dados pessoais de utilizadores no 'marketplace' da Amazon, verificando se isso afeta ou não a concorrência com outras plataformas. Em comunicado, a CE ressalta que não existe um prazo legal para esta investigação, já que a duração "depende de um elevado número de fatores", incluindo a complexidade do caso e a cooperação das empresas envolvidas.


Google reage à multa de US$ 2,6 bi e acusa Europa de travar a Inovação

A Comissão Europeia já aplicou multas de 8,25 bilhões de euros à empresa norte-americana, acusada na maior parte de adotar práticas anticoncorrenciais.

WhatsApp suspende 5 mil contas/mês no Brasil

"As nossas ações com uso de tecnologias, como Inteligência Artificial, não significam que mudamos a estratégia. A criptografia é uma ferramenta essencial para garantir a privacidade do cidadão", sustentou o diretor de Políticas Públicas para Aplicativos de Mensagens na América Latina, Pablo Bello. O executivo participou de debate sobre o dia mundial da Internet Segura.

Requisição de dados no exterior precisa de 'ajuste fino',diz ministro do STF

Para Moro, tribunais não devem abrir mão da jurisdição sobre dados no exterior

Na audiência do STF sobre o acesso a informações de brasileiros em datacenters fora do país, ministro da Justiça alegou que país não deve abrir mão da soberania sobre crimes praticados no Brasil. 

TJSP: iFood é responsável por furto cometido em entrega

“Vínculo autônomo não passa de nome para relações contratuais intensamente desiguais: uma economicamente robusta empresa perante desempregados ou mal remunerados de um dos países mais desiguais do mundo”, diz a decisão.

Revista Abranet 29 . dez/nov 2019 - jan 2020
Veja a Revista Abranet nº 29 Abranet teve uma atuação intensa em 2019, encaminhando contribuições públicas para consolidar uma internet produtiva, livre e inovadora. Futurenet: entidade discute tendências de mercado e tecnologia. Veja a revista.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G