INOVAÇÃO

Carros autônomos se multiplicam, mas estão longe do mercado de consumo

Convergência Digital ... 18/11/2019 ... Convergência Digital

Até 2023, as adições globais de veículos equipados com hardware que permite direção autônoma sem supervisão humana constante devem somar 745,7 mil unidades, quase seis vezes as 137,1 mil unidades produzidas em 2018, segundo a consultoria Gartner. 

Um salto significativo já se verificou em 2019, quando a adição de unidades equipadas para direção autônoma somará 332,9 mil – crescimento predominantemente puxado pela América do Norte, China e Europa, onde surgiram as primeiras regulações sobre essa tecnologia. 

A Gartner lembra que as adições anuais verificadas não retratam vendas físicas, mas indicam uma mudança na rede de fornecimento para veículos considerados “prontos para automação”. 

“Atualmente não há veículos autônomos avançados além do estágio de pesquisa e desenvolvimento. Há veículos com capacidades limitadas, que ainda dependem de supervisão humana. No entanto, muitos deles contém hardware, como câmeras, radar, ou mesmo sensores lidar, que podem suportar autonomia total, de onde ‘prontos para automação’”, explica. 

A distância para o mercado consumidor efetivamente começa no custo. Segundo a Gartner, mesmo considerando-se que o custo com sensores necessários à direção autônoma deve cair 25% até 2026, eles ainda serão proibitivamente altos. “Isso significa que na próxima década o avanço das funcionalidades de automação estejam disponíveis apenas em veículos ‘premium’ ou vendidos para frotas de serviços.”

Dispositivos lidar, sigla em inglês para detecção remota de luz, podem custar o equivalente a R$ 300 mil cada  unidade, muito mais que o preço de um carro médio, o que deixa altos níveis de tecnologia de automação veicular fora do alcance da maior parte do mercado por algum tempo. 


Cloud Computing
AWS: Nuvem responde às exigências da LGPD

“A LPGD foi criada até pela expansão do uso dos dados, porque temos que nos preocupar muito quem acessa, como ele está armazenado, como está criptografado”, afirma Jorge Ruas, da AWS. 


Fiemg lab e Fiat Chrysler automóveis (FCA) buscam startups de Supply Chain e Manufatura

Competição está com inscrições abertas até o dia 28 de outubro. Oito projetos serão selecionados e terão testes industriais em 2021.

Waze: força das comunidades e dos 50 mil voluntários fazem a diferença

A colaboração é o segredo do sucesso do Waze e estabelecer canal ativo com os clientes é missão, contou a Global Group Manager, Hila Roth.

Inovar é deixar de olhar para o próprio umbigo

Marcelo Salim, da IBM, Percival Jatobá, da Visa e Ana Leão, da Isobar, assumem que o consumidor é quem está selando o destino das marcas e com voz mais ativa.

TOTVS Techfin: Na crise, sobrevivem os mais adaptáveis às mudanças

O momento exige resiliência e perseverança, mas a crise acelerou uma jornada e colocou, de vez, o consumidor como o centro dos negócios, afirmou Eduardo Neubern, diretor-executivo da Totvs Techfin.

Empresas estão comprando tecnologia, mas não fazem a transformação digital

Sem entender o consumidor, a transformação digital simplesmente não vai acontecer, atestaram Sílvio Meira, cientista-chefe na The Digital Strategy Company; Luiz Sergio Vieira, CEO da EY Brasil, e Agenor Leão, vice-presidente de plataformas de negócios da Natura para América Latina.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G