Home - Convergência Digital

Escola de programação no Brasil só cobra depois do aluno receber o primeiro salário

Convergência Digital - 12/12/2019

De acordo com um estudo da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), há uma expectativa de criação de 420 mil novos empregos no segmento de tecnologia no Brasil até 2024. Destas vagas, estima-se que 150 mil não devem ser preenchidas por falta de pessoal qualificado. Para suprir essa necessidade do mercado, a escola norte-americana de programação Kenzie Academy chega ao País em janeiro de 2020 com uma proposta diferente e bastante atrativa: o aluno estuda, forma-se e só paga o curso após conseguir um emprego e ganhar seu primeiro salário.

Com sede em Indianápolis, nos Estados Unidos, a Kenzie traz para o Brasil um modelo de pagamento diferenciado para os estudantes. Nessa instituição de ensino, que será inaugurada em Curitiba (PR), o aluno tem a possibilidade de ingressar sem mensalidades no curso, pagando pela sua formação somente após conseguir um rendimento de no mínimo R$ 3.000,00. Para isso, a Kenzie se responsabiliza em ajudar o formado, colocando-o em contato com diversas empresas empregadoras e o apoiando com o ensino de habilidades e conhecimentos importantes para o ingresso no mercado profissional.

Como parte da expansão no Brasil, a Kenzie está trabalhando com grandes empresas como Ebanx, James Delivery, Social Wave, Banco Bari e CPlug, como os primeiros parceiros de contratação. Essas parcerias ajudarão os estudantes da Kenzie Academy Brazil a conseguirem seu primeiro emprego no mercado de tecnologia.

Para o CEO da Kenzie Academy Brasil, Daniel Soifer Kriger, trazer a Kenzie ao País irá contribuir com a economia brasileira e gerar novas oportunidades de desenvolvimento profissional para os interessados. “O crescimento acelerado do mercado de tecnologia brasileiro exige uma mão de obra específica e qualificada, que a educação tradicional não está dando conta de formar. E acredito que o tipo de educação que estamos oferecendo vai aumentar a capacidade competitiva do Brasil em tecnologia e inovação. Além de possibilitar qualquer pessoa a ingressar no mercado de tecnologia", afirma.

As aulas são dinâmicas, atualizadas, com metodologia ágil e conteúdo multidisciplinar, focando nas habilidades técnicas e desenvolvendo o pensamento crítico, ensinando o aluno a buscar conhecimento. Com duração de um ano (40 horas semanais), o curso oferece mais de 2.000 horas de aulas que utilizam uma metodologia comprovada nos Estados Unidos, unindo ensinamentos online e presenciais com suporte e mentoria de uma equipe especializada. Além disso, oferece orientação e ajuda na preparação para entrevistas de emprego, montagem do portfólio, entre outros.

A primeira turma no Brasil começa no dia 28 de janeiro, com apenas 15 vagas. “A Kenzie já está mudando as vidas e carreiras de inúmeras pessoas nos EUA, com mais de 500 alunos matriculados. Agora, estamos trazendo o mesmo nível de acesso ao Brasil”, finaliza Kriger. Para mais informações acesse: www.kenzie.com.br

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

06/07/2020
Governo de SP e startup abrem 50 mil bolsas de estudo gratuitas para cursos de programação

26/05/2020
Carrefour vai qualificar gratuitamente 25 mil profissonais de TI

22/05/2020
Santander Coders oferece 240 bolsas para desenvolvimento mobile

15/05/2020
Mais de 10 mil mulheres estão inscritas para o Santander Coders

15/04/2020
Pandemia de Covid-19 promove uma corrida por programadores em Cobol

25/03/2020
Instituto TIM oferece cursos online e gratuitos para capacitação

28/01/2020
TypeScript, Go, Kotlin: qual dessas você quer usar para programar?

23/01/2020
SESI/São Paulo incorpora programação e robótica à grade curricular

16/01/2020
Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação

12/12/2019
Escola de programação no Brasil só cobra depois do aluno receber o primeiro salário

Trabalha com dados? Você precisa saber o que é o Lifelong Learning

Buscar o constante aprendizado é uma ferramenta essencial para qualquer profissional. Isso vale ainda mais para quem trabalha em uma área dinâmica e que requer pensamento holístico como o profissional de dados.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Seis dicas para formar uma equipe de trabalho resiliente

or Craig Mackereth*

Formar uma equipe ou força de trabalho resiliente não é tarefa que se execute da noite para o dia. Tampouco é possível tornar uma equipe verdadeiramente resiliente se isso ainda não estiver integrado ao DNA da empresa.

Destaques
Destaques

TRT/SP rejeita cautelar das empresas de TI e cobra Convenção Coletiva 2020

O desembargador e vice-presidente judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 2 Região, Rafael Edson Pugliese Ribeiro, em despacho, alerta que a falta de renovação da Convenção Coletiva 'é a falência do diálogo'. Convergência Digital publica a íntegra da decisão.

Microsoft muda alto escalão da AL e fica à espera de Rodrigo Kede,em litígio com a IBM

O presidente para a AL da Microsoft, Cesar Cernuda, e a brasileira Paulo Bellizia, vice-presidente de Vendas, Marketing e Operações para a região, oficializaram a saída da empresa. A computação em nuvem é pano de fundo no embate entre as gigantes.

Gestor de Tecnologia foi repaginado pela Covid-19

Os responsáveis por compliance, por digitalização e por suppy chain foram reconhecidos e estão à frente das ações das empresas e passaram a ter acento nos comitês de liderança, afirma o consultor da Russell Reynolds Associates, Márcio Gadaleta.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site