NEGÓCIOS

Big data e IA para saúde fazem Semantix comprar a Tradimus

Convergência Digital* ... 30/03/2020 ... Convergência Digital

A Semantix, empresa brasileira com 10 anos de mercado e referência em soluções de Big Data e inteligência artificial na América Latina, comprou a Tradimus, empresa desenvolvedora de plataforma B2B, incluindo software e algoritmos, para otimização de transações entre prestadores de serviços de saúde e seguradoras e/ou operadores de planos de saúde.

Esta é a segunda aquisição realizada pela Semantix, que passa a deter 100% das operações da Tradimus, incluindo produtos e serviços e carteira de clientes, além de ampliar seu quadro para 320 profissionais, entre engenheiros e cientistas de dados, desenvolvedores, especialistas setoriais e força de vendas no Brasil e demais países da América Latina.

A Tradimus foi fundada em 2012 por Creusa Garcia, Fábio Monsanto e Emerson Rocumback – empreendedores seriais com mais de 20 anos de atuação no segmento de saúde. A empresa oferece produtos e serviços a hospitais, clínicas e laboratórios de medicina diagnóstica com o objetivo de melhorar a gestão e análise de dados coletados, otimizar processos operacionais, reduzir perdas com glosas e, consequentemente, aumentar a lucratividade dos clientes.

Atendendo prestadores de serviços de saúde de todos os tamanhos em vários estados brasileiros e com um modelo de receita via subscrição, a Tradimus contribuirá com a expertise dos seus fundadores e equipe na formação da unidade de negócios de saúde recentemente anunciada pela Semantix.

“Nossas soluções buscam resolver um dos maiores problemas para nossos clientes – a gestão dos recebimentos de pagamentos das seguradoras e operadoras de planos de saúde pelos serviços prestados. O objetivo da Tradimus é tornar os processos do ciclo de receita mais ágeis e controlados para que nossos clientes maximizem seus resultados focando em análises e planos de ação de melhorias contínuas. Com a Semantix, completamos nossas ofertas com soluções de Big Data/analytics e inteligência artificial e, com uma evolução mais acelerada das nossas ferramentas atuais, nos preparamos para atender um mercado que passará por grandes mudanças," diz Fábio Monsanto, co-fundador da Tradimus.

"O segmento de saúde é importante e estratégico para a Semantix. Com a aquisição da Tradimus, estamos ampliando a equipe, portfolio de produtos e serviços e a expertise em mais esta vertical para termos ofertas cada vez mais adequadas e relevantes para nossos clientes", explica Leonardo Santos, co-fundador e CEO da Semantix.


Cloud Computing
Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

“A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços”, afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco.  Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.

ARTIGO . Por Melissa Torgbi

Cientista de dados: seja curioso, se envolva e tenha muita disposição para resolver problemas

Há muita empolgação acerca do termo “ciência de dados” atualmente. Para nós que queremos ser cientistas de dados, há alguns requisitos. Um deles: ter muita, mas muita vontade de aprender o tempo todo.

Unicórnio brasileiro avança operações de pagamento para décimo país

Ebanx anunciou que também vai processar pagamentos no Uruguai. "Unicórnio" com mais de US$ 1 bi, empresa está também no México, Colômbia, Argentina, Chile, Peru, Bolívia, Equador e Uruguai, além do Brasil.

Finplace amplia em mais de 200% a oferta de crédito para PMEs

Criada no final do ano passado, a plataforma já movimentou mais de R$ 50 milhões e contabiliza 108 financiadores e uma carteira com mais de 500 clientes.

Se a bitcoin fracassar, o blockchain morre abraçado

FastBlock, empresa brasileira especializada em mineração por serviço, compra data center nos EUA para acelerar a mineração das criptomoedas. Ao Convergência Digital, o CEO Bernardo Schucman, adverte: Brasil não abre espaço à inovação. Sobre a credibilidade da bitcoin, o executivo diz que o estigma é concorrencial. "O velho mundo rejeita o novo. Golpes existem desde sempre. O que é a gangue do boleto?".

No Brasil, 65% das empresas estão bem longe das regras da LGPD

Índice LGPD ABES mostra ainda que 40% das companhias brasileiras sofreram incidentes de violação nos últimos dois anos e 80% assumem que fazem, sim, coleta de dados sigilosos. "Não há mais tempo a perder", adverte o consultor da EY, Marcos Sêmola.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G