TELECOM

Nextel ameaça parar de funcionar se negócio com a Claro não for aprovado

Ana Paula Lobo* ... 06/08/2019 ... Convergência Digital

A NII Holdings, controladora da Nextel, nesta terça-feira, 06/08, mandou um recado na divulgação dos resultados do segundo trimestre: só terá dinheiro para manter a operação da Nextel Brasil, no máximo, até março de 2020. A operação brasileira foi vendida à Claro, do Grupo América Móvil, por R$ 3,47 bilhões em março.

"Fizemos uma contribuição de US$ 22 milhões para o pagamento de uma dívida, mas houve uma redução de valores porque estamos focados em maximizar nossa liquidez enquanto esperamos que a venda da Nextel Brasil seja concluída", atestou Dan Freiman, diretor financeiro da NII. "Atualmente prevemos que a venda será concluída no quarto trimestre", reforçou. A aquisição ainda precisa passar pelo crivo dos órgãos reguladores brasileiros.

No entanto, o executivo advertiu que se a aprovação se estender além de março de 2020, há 'dúvidas substanciais' de recursos para manter as operações da Nextel Brasil, que somava, até junho, segundo dados da Anatel, com 3,49 milhões de linhas ativas, a maior parte no Rio de Janeiro e São Paulo. As receitas operacionais da Nextel Brasil no trimestre totalizaram US$ 144,832 milhões, uma redução de 7,16% em relação a 2018. No acumulado do semestre, o total foi de US$ 291,647 milhões, queda de 13,52%.

*Com informações da Assessoria da NII Holdings


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Anatel simplifica e zera custo para homologar produtos de Telecom

"A isenção da taxa é imediata e vale para todos os produtos homologados pela Anatel – inclusive radioamadores, drones e produtos importados para uso do próprio usuário”, disse o presidente da Agência Reguladora, Leonardo Morais.

Anatel: Tirando Oi, Telefônica, Claro, TIM e Sky todas as demais são pequenas prestadoras

Critério mudou de 50 mil acessos para 5% de cada mercado relevante, telefonia fixa e móvel, internet e TV paga.  Definição permite a isenção de uma série de obrigações regulatórias.

Acordo entre Enel e teles tenta novo mutirão de ‘limpeza’ dos postes em SP

Meta de limpar 1,8 mil postes até dezembro foi acertada com Vivo, Claro, TIM, Oi e Telcomp e o Procon-SP. 

Teles fazem campanha por conta digital sem papel

Segundo Sinditelebrasil, 76 milhões de clientes ainda recebem faturas impressas todos os meses – em média, 152 milhões de folhas. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G