INOVAÇÃO

Mobilidade faz mercado de software de integração e middleware disparar

Convergência Digital ... 04/05/2017 ... Convergência Digital

O mercado mundial de software intermediário de Aplicações & Infraestrutura – AIM (do inglês, Application, Integration and Middleware) continua crescendo mais rápido do que o setor de sistemas para infraestrutura em geral e, segundo projeta o Gartner, verá a receita alcançar US$ 27 bilhões em 2017, 7% acima de 2016. 

“O crescimento das iniciativas de mobilidade, Big Data, Analytics, computação em memória, Nuvem e Internet das Coisas (IoT) está associado aos negócios digitais e exige profissionais especializados, o que possibilita novas abordagens de integração, como o gerenciamento da interface programável de aplicações e plataforma de integração como serviço”, avalia a consultoria. 

As empresas digitais precisam de um modelo aberto, flexível e leve que permita uma configuração simples e ágil, além da implementação de recursos tanto em Nuvem quanto on-premise. As organizações também precisam de plataformas compatíveis com diversas combinações de recursos, aplicações, dados, processos e outras operações de dentro ou de fora da companhia. Por fim, elas precisam de intermediários de autosserviço que possam aumentar e diminuir em escala rapidamente.

A fatia emergente desse mercado inclui as plataformas de desenvolvimento de aplicativos móveis, redes de dados em memória e plataforma como serviço, setores ainda pequenos mas com taxa de crescimento de dois dígitos porque se expandem rapidamente, alinhados ao aumento das empresas digitais e à demanda do mercado por mais agilidade e escalabilidade. Esse segmento mostra um alto nível de fragmentação, com novos fornecedores brigando para ampliar sua participação antes da consolidação do mercado.


Maganine Luiza abre concurso para escolher startups

Rede varejista está com inscrições abertas para o seu primeiro pitch day de serviços digitais. "Queremos todos os tipos de startups", avisa a gerente do Magazine Luiza, Juliana Silva.

Só a inovação tira o Rio de Janeiro da estagnação econômica

A afirmação é do presidente do TI Rio, Benito Paret. Segundo ele, o Estado do Rio de Janeiro tem de buscar novos caminhos e eles passam pela inovação.

Petrópolis terá sensores IoT para prevenção de enchentes

Iniciativa é um projeto-piloto de cidades inteligentes, em parceria com o BNDES e com a ENEL, e começa a ser implantado no começo de 2020, revela o secretário de Desenvolvimento do município, Marcelo Fiorini. "Política pública não pode ser projeto político. Ela é de longo prazo", observa o executivo.

Startup cria software para detectar interações perigosas entre máquinas e homens

Até então incubada na UFF, no Rio de Janeiro, a Displace desenvolveu um software para proteger o homem na rotina da indústria 4.0. A ideia atraiu a atenção de grandes empresas, entre elas, a Ambev.

Finep tem crédito de R$ 200 milhões para projetos de indústria 4.0

Linha vai apoiar projetos em internet das coisas, big data, computação em nuvem, segurança digital, robótica avançada, manufatura digital e aditiva, inteligência artificial e digitalização.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G