Home - Convergência Digital

Lei trabalhista: terceirização da mão de obra segue como prática ilícita

Da redação - 22/09/2017

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o Painel Telebrasil, realizado nesta semana, em Brasília, os advogados Flavio Henrique Unes Pereira e Claudio de Souza Neto, sustentam que a nova legislação do trabalho, que entra em vigor no dia 11 de novembro, deixou a questão da terceirização muito mais clara do que a própria Lei específica, aprovada em março.

Os advogados asseguram: o lícito é a terceirização da atividade e não da mão de obra. "Essa prática segue sendo ilícita e continuará ilícita. Não se pode subtrair os direitos dos trabalhadores", afirma Claudio de Souza Neto. O advogado Flavio Henrique Unes Pereira admite que há dúvidas da Lei Trabalhista que vão ter de ser resolvidas em instâncias superiores, entre elas, a incidência da legislação nos contratos em vigor antes da sua promulgação, em 11 de novembro. "Isso vai chegar ao Supremo Tribunal Federal".

Já Claudio Souza Neto diz que essa discussão mobilizará o direito constitucional e do trabalho. "Não há dúvida que o Judiciário vai se debruçar sobre o tema". Claudio Souza Neto alerta ainda para a insegurança jurídica do fim da contribuição sindical - tanto do ponto de vista patronal como para os trabalhadores. Assistam a entrevista com os advogados Flavio Henrique Unes Pereira e Claudio de Souza Neto.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/08/2020
Consumidor.gov.br se integra às agências reguladoras

02/07/2020
Brasil chega a 100 mil antenas de celular, mas precisa duplicar novas instalações

19/06/2020
Compras públicas são 12% do PIB e tecnologia ocupa fatia cada vez maior

17/06/2020
Contratos com o governo vão virar créditos financeiros antecipados

10/06/2020
Não criar a Autoridade para atrasar a LGPD é fazer o Brasil cair num loop infinito

08/06/2020
Covid-19: Brasil sabe fazer software para 'jogar o jogo' global do digital

28/05/2020
Profissional de IA tem de gostar de fazer a tecnologia acontecer

26/05/2020
IA feita no Brasil salva vidas ao monitorar três milhões de pacientes

30/04/2020
Economia de R$ 38 bilhões em serviços vai atrair estados e municípios para a transformação digital

30/04/2020
Governo mantém ‘cloud first’ e prepara nova licitação para reduzir datacenters

Desafio nacional: identificar os dados efetivamente valiosos ao negócio

Pesquisa da IDC mostra que quase a metade companhias pesquisadas no Brasil admitiu ter dificuldade para encontrar talentos e recursos responsáveis pelas análises das informações.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Futuro sem aposentadoria – qual a saída?

Por luis Macedo*

O futuro financeiro nunca foi tão incerto. A aposentadoria "oficial", pelo INSS, fica cada vez mais distante para muitas pessoas, especialmente porque o mundo do trabalho mudou. Uma alternativa para uma parcela significativa da população que não tem carteira assinada são os fundos de previdência. O problema, no entanto, é a infinidade de fundos que existem.

Destaques
Destaques

Ministério Público: Teletrabalho exige direito à desconexão

Ministério Público do Trabalho elaborou uma nota técnica direcionada para as “empresas, sindicatos e órgãos da administração pública”.  Na orientação, sugere a adoção de etiqueta digital para orientação de patrões e empregados.

Dos 10% em teletrabalho no Brasil, maioria é branca, tem diploma e maior renda

Segundo o Dieese, 8,4 milhões de brasileiros trabalham de casa por conta da pandemia de Covid-19. Proporção chega a 22% dos trabalhadores em Brasília, mas não passa de 3% no Pará. 

Um em cada cinco servidores públicos será substituído por robô no Brasil

A Escola Nacional de Administração Pública estima que, por conta da Transformação Digital, a automação deverá substituir cerca de 100 mil postos de trabalho no Serviço Público Federal nos próximos cinco a 10 anos, sendo que a metade deles terá menos de 50 anos.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site