INOVAÇÃO

Banco do Brasil cria blockchain privado para a Petrobras

Por Fábio Barros ... 17/06/2019 ... Convergência Digital

Depois de um tempo de amadurecimento, o blockchain começa a ter aplicações práticas no mercado financeiro, apresentadas no CIAB Febraban 2019, evento realizado de 11 a 13 de junho, em São Paulo. O Banco do Brasil foi uma das instituições a mostrar projetos com o uso da tecnologia que já estão disponíveis para os clientes finais.

O gerente de Soluções da Diretoria de Tecnologia do Banco do Brasil Bruno Barbosa Schmidt lembrou que o banco pesquisa as possibilidades do blockchain desde 2015. Ele lembrou que, por conta da alta expectativa gerada e dos poucos resultados práticos mostrados até aqui, a tecnologia foi hipervalorizada no passado e, hoje, é desqualificada por alguns.

“Há muita expectativa sobre o que pode ser gerado e poucos desenvolvimentos, mas realizamos provas de conceito e aprendemos muito com esses experimentos”, disse. Um dos exemplos é o SFD (Sistema Financeiro Digital), que permite a liquidação bruta em tempo real. Na prática, isso significa que transferências bancárias podem ser feitas em segundos, via celular, utilizando apenas a lista de contatos do cliente, sem a necessidade de número de agência ou conta.

O BB também está desenvolvendo a possibilidade da realização de pagamentos interbancários com QR Code, o que deve simplificar a experiência do usuário com a realização de pagamentos instantâneos, com o dinheiro se movendo rapidamente entre bancos.

Ainda no BB, há o SBP (Sistema Brasileiro de Poderes), utilizado para definir, junto aos clientes corporativos, quem pode movimentar o dinheiro da empresa. “Na Petrobras, por exemplo, esse processo levava oito dias úteis. Criamos uma rede de blockchain para eles e esse prazo caiu para três horas”, disse Schimidt, lembrando que  o uso da tecnologia blockchain traz valor para os clientes da instituição, permitindo transferências e pagamentos 24x7, automatizando a reduzindo o tempo de atendimento e ganhando eficiência operacional.


Laura, a IA nacional que já salvou 12 mil vidas, entra no combate ao Coronavírus

Tecnologia será disseminada em todo o Brasil, depois de um acordo com o governo federal. Em setembro do ano passado, no Rio Info 2019, o Convergência Digital entrevistou um dos idealizadores da Laura.

Governo seleciona entidades para compor GT de propriedade intelectual

Grupo Interministerial de Propriedade Intelectual, originalmente parte da Camex e agora sob tutela do Ministério da Economia, terá 10 representantes da sociedade civil. 

BC cria grupo de trabalho para implantar open banking até novembro

GT será formado por representantes do próprio BC, por associações de Internet como Abranet e Câmara-e.net, Febraban (grandes bancos); Abecs e Abipag (empresas de pagamentos); ABBC (bancos médios); OCB (cooperativas), ABCD e ABFintech (fintechs).

Aceleradora busca start-ups e projetos no setor de Cannabis no Brasil

The Green Hub realiza o Cannabis Thinking, para fomentar o desenvolvimento de projetos criativos. Em março, acontecerá o Demo Day.

BC contrata Dinamo Networks e faz acontecer o pagamento instantâneo

Autoridade Monetária selecionou a fornecedora brasileira para comprar 22 HSMs, voltados à segurança das transações por R$ 1,350 milhão. Todo o software usado é desenvolvido no Brasil. Nova infraestrutura pode ser a pá de cal nos cartões de débito, TEDs e DOCs.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G