Home - Convergência Digital

Ser humano faz a Aura,da Vivo, ser uma IA diferente

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo e Fábio dos Santos - 07/11/2019

O grande diferencial da Aura, a Inteligência Artificial da Vivo, é ela ser treinada por seres humanos, observa o VP de Dados e Inteligência Artificial, Luiz Eduardo Medici. Hoje a Aura - que já faz mais de 20 milhões de atendimentos por mês -tem papel estratégico para destravar o grande gargalo no setor: aperfeiçoar o atendimento ao cliente.

"O nosso centro de treinamento de robôs transformou o atendente de call center em um treinador de robôs. São os humanos que dão as diretrizes à Aura e é esse modelo que nos permite unificar o atendimento independente do perfil de consumo do cliente na Vivo", conta Medici, em entrevista à CDTV, do Convergência Digital, durante a Futurecom 2019, que aconteceu de 28 a 31 de outubro, em São Paulo.

Medici conta que a Aura hoje já atende 40% de todas as demandas dos clientes e, em 2020, a meta é chegar a 80% e o grande desafio será incluir a contextualização do cliente no atendimento. "É tornar o atendimento ainda mais personalizado", reforça o executivo. Um dos canais que mais cresce com a Aura é o atendimento nos parceiros, entre eles, no WhatsApp. Assista a entrevista com o VP de Dados e IA da Vivo, Luiz Eduardo Medici.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/11/2019
Governo usa robôs para responder perguntas pelo Whatsapp

14/11/2019
Aloo Telecom: Brasil precisa de um cadastro único de redes de fibra ótica

13/11/2019
Ufinet, da Enel, entra no mercado de rede neutra no Brasil

13/11/2019
Falta um orquestrador para resolver o conflito do uso dos postes

12/11/2019
Datora se prepara para participar do leilão 5G

11/11/2019
PegaSystems: Empatia faz a diferença na Inteligência Artificial

11/11/2019
Brasil precisa fazer mais para crescer o uso da Inteligência Artificial

11/11/2019
SAP Brasil: quem tem de cuidar dos dados são as empresas

11/11/2019
TS Shara: variação da energia no Brasil é risco para o mundo hiperconectado

11/11/2019
B2B terá papel estratégico no fomento do 5G no Brasil

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Negócios na nuvem vão gerar 491 mil empregos diretos no Brasil até 2024

A batizada, 'economia Salesforce', formada pelo ecossistema de parceiros e clientes da companhia, vai gerar nos próximos seis anos, 780 mil empregos indiretos e uma receita de R$ 247 bilhões em novos negócios. Transformação digital será responsável por 50% dos gastos com software e computação em nuvem.

Cientista de Dados, desenvolvedor, CTO e analista de segurança da Informação são os mais procurados em TI

Essa é a constatação do Guia Salarial 2020, produzido pela consultoria Robert Half, com atenção às pequenas, médias e grandes empresas. Cientista de Dados pode ter salário inicial em torno de R$ 13 mil nas pequenas empresas e de R$ 26 mil nas grandes corporações.

Informação sigilosa pelo WhatsApp caracteriza justa causa para demissão

Mesmo com estabilidade provisória como cipeiros, Tribunal Superior do Trabalho deu validade à dispensa de três empregados que divulgaram nomes de futuros demitidos pelo app de mensagens. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site