Convergência Digital - Home

CADE: Sala segura é essencial para guarda de dados sensíveis

Convergência Digital
Convergência Digital* - 09/01/2020

A contratação de solução de sala segura para o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) foi realizada de maneira alinhada com o Governo Federal, sendo autorizada pelo Ministério da Economia por meio da Nota Técnica nº 27459/2018-MP. A informação foi enviada ao portal Convergência Digital depois da publicação da nota Na contramão do governo, CADE investe R$3,9 milhões em sala segura para data center.

Segundo a autarquia, na nota técnica - aprovada pelo ministério da Economia - "o Cade demonstrou a necessidade da contratação devido a suas competências regimentais e à criticidade de se manter a custódia de dados sensíveis em ambiente próprio da autarquia para preservar, inclusive, as investigações em curso. Com relação aos demais dados, que não requerem tamanho nível de segurança, o Cade informou que estes serão migrados gradativamente para serviços de nuvem.

O Cade lembra ainda que foi um dos primeiros órgãos do Governo Federal a contratar serviço de nuvem pública. Por meio do Contrato nº 007/2019, assinado em março/2019, o Cade contratou empresa especializada em prestação de serviços de computação em nuvem, sob demanda, incluindo desenvolvimento, manutenção e gestão de topologias de aplicações de nuvem e a disponibilização continuada de recursos de Infraestrutura como Serviço (IaaS) e Plataforma como Serviço (PaaS) em nuvem pública. O contrato tem vigência de 30 meses.

Por fim, o órgão fiscalizador informa que "busca continuamente a inovação das suas práticas, sempre de forma alinhada às estratégias do Governo Federal." O Portal Convergência Digital noticiou a contratação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica- CADE - contratou a ACECO TI, controlada hoje pela Green4T, por R$ 3.967,500,00 milhões no período de 20 de dezembro de 2019 a 20 de dezembro de 2020. O extrato da contratação foi publicado nesta terça-feira, 07/01, no Diário Oficial da União.


LEIA TAMBÉM:
Destaques
Destaques

Brasil investe menos que o mundo em proteção de dados na nuvem

No País, 56% das empresas alocaram verba em novas soluções para lidar com a proteção de dados em nuvem nos próximos 12 meses. No mundo, esse percentual está em 70%.

Prefeitura do Rio e TIM fecham parceria por big data no combate ao Covid-19

Informações coletadas vão auxiliar no controle do vírus, já que permitem implantar medidas que facilitem a tomada de decisões. Plataforma já foi utilizada na Copa do Mundo de 2014 e usa apenas dados anonimizados.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como gerenciar o caos da estratégia multicloud

Por Ivan Marzariolli*

Os gestores precisam de uma solução para atenuar os riscos de uma arquitetura multicloud e desafios operacionais, o que pode inclusive melhorar o compliance, a precisão e as necessidades de DevOps e SecOps, reduzindo o estresse na equipe de TI.

Segurança em nuvem na era da LGPD

Por Raul Leite*

Quando falamos de proteção da nuvem, as organizações devem ter em mente uma série de estratégias. A começar pela escolha minuciosa do provedor de serviços, que precisa estar preparado para os novos compromissos de privacidade. Também é necessário certificar se o armazenamento dos dados é feito de modo criptografado quando necessário pelo nível de sigilo da categorização de um dado.



Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site