Home - Convergência Digital

Ser humano faz a Aura,da Vivo, ser uma IA diferente

Ana Paula Lobo e Fábio dos Santos - 07/11/2019

O grande diferencial da Aura, a Inteligência Artificial da Vivo, é ela ser treinada por seres humanos, observa o VP de Dados e Inteligência Artificial, Luiz Eduardo Medici. Hoje a Aura - que já faz mais de 20 milhões de atendimentos por mês -tem papel estratégico para destravar o grande gargalo no setor: aperfeiçoar o atendimento ao cliente.

"O nosso centro de treinamento de robôs transformou o atendente de call center em um treinador de robôs. São os humanos que dão as diretrizes à Aura e é esse modelo que nos permite unificar o atendimento independente do perfil de consumo do cliente na Vivo", conta Medici, em entrevista à CDTV, do Convergência Digital, durante a Futurecom 2019, que aconteceu de 28 a 31 de outubro, em São Paulo.

Medici conta que a Aura hoje já atende 40% de todas as demandas dos clientes e, em 2020, a meta é chegar a 80% e o grande desafio será incluir a contextualização do cliente no atendimento. "É tornar o atendimento ainda mais personalizado", reforça o executivo. Um dos canais que mais cresce com a Aura é o atendimento nos parceiros, entre eles, no WhatsApp. Assista a entrevista com o VP de Dados e IA da Vivo, Luiz Eduardo Medici.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

31/07/2020
Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles

31/07/2020
Qualcomm defende faixa de 6GHz para não licenciados atenta ao 5G

30/07/2020
Anatel define se faixa de 6GHz será 100% não licenciada ou terá 500 MHz para as teles

30/07/2020
Empresas ambicionam mais Inteligência Artificial, mas sofrem com falta de talento

27/07/2020
Eneva investe R$ 3 milhões para unir gás à energia com a IA ALINE

20/07/2020
RealNetworks abre mão de licitações ao não categorizar pessoas no reconhecimento facial

17/07/2020
4G LTE faz Neoenergia avaliar 5G para missão crítica no Brasil

03/07/2020
Prefeitura de Jundiaí usa IA e nuvem pública da IBM no combate à Covid-19

02/07/2020
TIM atendeu três milhões de chamadas usando o Watson, na nuvem pública da IBM

22/06/2020
Brasil: é urgente formar profissionais em Inteligência Artificial

ARTIGO . Por Melissa Torgbi

Cientista de dados: seja curioso, se envolva e tenha muita disposição para resolver problemas

Há muita empolgação acerca do termo “ciência de dados” atualmente. Para nós que queremos ser cientistas de dados, há alguns requisitos. Um deles: ter muita, mas muita vontade de aprender o tempo todo.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Seis dicas para formar uma equipe de trabalho resiliente

or Craig Mackereth*

Formar uma equipe ou força de trabalho resiliente não é tarefa que se execute da noite para o dia. Tampouco é possível tornar uma equipe verdadeiramente resiliente se isso ainda não estiver integrado ao DNA da empresa.

Destaques
Destaques

TRT/SP rejeita cautelar das empresas de TI e cobra Convenção Coletiva 2020

O desembargador e vice-presidente judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 2 Região, Rafael Edson Pugliese Ribeiro, em despacho, alerta que a falta de renovação da Convenção Coletiva 'é a falência do diálogo'. Convergência Digital publica a íntegra da decisão.

Microsoft muda alto escalão da AL e fica à espera de Rodrigo Kede,em litígio com a IBM

O presidente para a AL da Microsoft, Cesar Cernuda, e a brasileira Paulo Bellizia, vice-presidente de Vendas, Marketing e Operações para a região, oficializaram a saída da empresa. A computação em nuvem é pano de fundo no embate entre as gigantes.

Gestor de Tecnologia foi repaginado pela Covid-19

Os responsáveis por compliance, por digitalização e por suppy chain foram reconhecidos e estão à frente das ações das empresas e passaram a ter acento nos comitês de liderança, afirma o consultor da Russell Reynolds Associates, Márcio Gadaleta.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site