Home - Convergência Digital

Análise de requisitos define sucesso ou morte dos projetos de TI

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 21/11/2019

Pesquisas já conseguem medir na prática a diferença da engenharia de requisitos para os projetos de tecnologia da informação e os impactos diretos na produtividade e nos custos. Como alerta o professor Marcos Kalinowski, do departamento de informática da PUC-RJ, investir na boa definição dos requisitos implica em reduzir os problemas mais frequentes, como retrabalho, prazo e orçamento. 

“Verificamos casos concretos de custo adicional de 48% em relação ao inicialmente previsto por procedimentos inadequados na análise de requisitos. É percentual capaz de encerrar um projeto. Temos evidências científicas de que a boa definição de requisitos causa redução de retrabalho e ganho de produtividade”, afirma Kalinowski. 

O professor da PUC-RJ coordena um projeto de pesquisa na área de Engenharia de Requisitos que envolve mais de 50 pesquisadores de 20 países. Em sucessivas pesquisas e artigos internacionalmente premiados desde 2016 eles demonstram melhores práticas e também as principais dificuldades. Um primeiro levantamento, com 228 empresas, 74 delas brasileiras, apontou requisitos incompletos ou ocultos, ou subespecificados como as questões mais críticas, refletindo falhas de comunicação entre equipe e cliente ou mesmo internamente. 

Mais tarde, uma outra pesquisa, com 400 empresas, apontou para as melhores práticas. Como destaca o professor Kalinowski, os resultados reforçam que a qualidade da engenharia de requisitos é fundamental, mesmo diante da filosofia de desenvolvimento ágil. Daí a importância crescente das empresas a esse profissional específico da engenharia de requisitos. 

“Fica claro que o maior retorno de investimento se dá com maiores esforços na definição e revisão de requisitos. Cerca de 70% dos problemas poderiam ser detectados. Mas em muitos casos, ao buscar o desenvolvimento ágil, empresas passam a negligenciar questões que não dizem respeito à funcionalidade em si, como segurança, desempenho, usabilidade, portabilidade”, alerta. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

21/11/2019
Análise de requisitos define sucesso ou morte dos projetos de TI

16/10/2019
Reforma tributária é um assalto e ao software e serviços em geral

01/10/2019
DB1 Group abre 30 vagas para curso gratuito de capacitação em desenvolvimento de software

19/08/2019
Justiça de SP rejeita classificar cobrança de ICMS no software como inconstitucional

08/08/2019
Assespro: Não cabe distinção entre software de prateleira e software por encomenda

08/08/2019
ABES: No lucro presumido do software é obrigatório apurar os 32% da Receita Federal

07/08/2019
Receita Federal impõe imposto de 32% para software

29/05/2019
Em 10 anos, faturamento e empregos em TI no Brasil crescem mais de 70%

02/05/2019
Mais de meio milhão de brasileiros trabalham com TICs

08/04/2019
Softex tem R$ 18 milhões para projetos em IoT, saúde, energia e mobilidade

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Análise de requisitos define sucesso ou morte dos projetos de TI

Como demonstra o professor e pesquisador Marcos Kalinowski, do departamento de informática da PUC-RJ, especificação boa ou ruim pode triplicar a produtividade ou aumentar em até 50% os custos. O professor da PUC-RJ coordena um projeto de pesquisa na área de Engenharia de Requisitos que envolve mais de 50 pesquisadores de 20 países.

Negócios na nuvem vão gerar 491 mil empregos diretos no Brasil até 2024

A batizada, 'economia Salesforce', formada pelo ecossistema de parceiros e clientes da companhia, vai gerar nos próximos seis anos, 780 mil empregos indiretos e uma receita de R$ 247 bilhões em novos negócios. Transformação digital será responsável por 50% dos gastos com software e computação em nuvem.

Cientista de Dados, desenvolvedor, CTO e analista de segurança da Informação são os mais procurados em TI

Essa é a constatação do Guia Salarial 2020, produzido pela consultoria Robert Half, com atenção às pequenas, médias e grandes empresas. Cientista de Dados pode ter salário inicial em torno de R$ 13 mil nas pequenas empresas e de R$ 26 mil nas grandes corporações.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site