TELECOM

Telefônica vai usar rede da AT&T para brigar com dona da Claro no México

Convergência Digital* ... 22/11/2019 ... Convergência Digital

A gigante espanhola de telecomunicações Telefónica fechou um acordo para usar parte da infraestrutura da rival americana AT&T no México, em um movimento que segundo analistas posicionaria melhor as empresas para competir com a América Móvil, do bilionário Carlos Slim. 

Pelo anunciado, a Telefónica usará o rede sem fio da AT&T no atacado para última milha. Após um período de transição de três anos, a operadora prevê qye terá uma economia equivalente a R$ 1 bilhão por ano, além de uma redução na dívida líquida superior a R$ 2 bilhões. Os termos financeiros do acordo com a AT&T não foram divulgados. 

Analistas definiram o acordo como salvador para a Telefónica no México, onde a empresa luta há muito tempo para ganhar força. Apesar de uma reforma de 2013-14 que visa diminuir o domínio da América Móvil a dona da Claro no Brasil ainda detém quase dois terços das linhas móveis do México, segundo dados do regulador de telecomunicações IFT. 

A AT&T também não conseguiu reduzir significativamente a participação de mercado da América Móvil desde que gastou bilhões para entrar no país em 2015 comprando duas operadoras locais. 

* Da Reuters


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Teles lançam site Fique Antenado! para incentivar instalação de antenas

Página, produzida pelo SindiTelebrasil, tem o intuito de incentivar a instalação de mais infraestrutura de telecom. MCTIC e Anatel apoiaram a iniciativa. Frente Nacional de Prefeitos se dispôs a sentar à mesa e tirar as dúvidas das gestões municipais.

Telefónica Brasil vende 1.909 torres para Telxius por R$ 641 milhões

Empresa anunciou a venda depois do posicionamento oficial da companhia de abrir mão das operações na América Latina para centrar as atenções no mercado brasileiro.

TelComp: conflito do uso do poste não tem uma solução única

Presidente do conselho da entidade, Luiz Henrique Silva, diz que há muitas possibilidade e os operadores neutros - que começam a chegar ao Brasil - são uma delas. Sobre fusões e aquisições, um recado: o uso de equipamentos não homologados é inaceitável.

Oi vai propor grupamento de ações se preço não subir acima de R$ 1

Tema será levado ao conselho de administração para debate na assembleia de acionistas marcada para abril de 2020. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G