TELECOM

MCTIC: Telecom vai investir R$ 100 bilhões em quatro anos com nova lei

Luís Osvaldo Grossmann e Ana Paula Lobo ... 28/10/2019 ... Convergência Digital

A revisão do marco legal das telecomunicações promete destravar valores importantes de investimentos nos próximos anos. Como destacou o secretário-executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Julio Semeghini, ao participar nesta segunda-feira, 28/10, da cerimônia de abertura do Futurecom 2019, o setor esperava há anos por um ambiente mais adequado. “Este momento chegou”, disse. “Historicamente, temos investido R$ 15 bilhões por ano no setor. Mas queremos superar os R$ 100 bilhões nos próximos quatro anos, o que mostra como as empresas esperavam por isso”, acrescentou Semeghini.

Segundo ele, o governo já tem pronta uma minuta do decreto presidencial que vai regulamentar a nova lei 13.879/19, mas os termos serão discutidos com o mercado. “Já temos um decreto preparado, mas queremos debater com o setor. Sabemos da migração das concessões, mas no decreto tem de vir a garantia da competição, a garantia dos investimentos e acima de tudo a diminuição das grandes diferenças que ainda existem no Brasil”, completou Semeghini. 

Como ressaltou o vice-presidente da Anatel, Emmanoel Campelo, a nova legislação sublinha a grande importância do momento atual e chega na véspera de mais um passo importante para as telecomunicações no País, com a implantação do 5G. 

“O momento atual é com certeza um dos mais decisivos em termos de transformação digital para o País, um tempo único que só encontra paralelo na desestatização da segunda metade dos anos 1990. Estamos simultaneamente deixando definitivamente o passado, com o encerramento das concessões de telefonia fixa, e pavimentando o futuro com o edital das faixas de frequências que darão suporte ao 5G.”

Para a senadora Daniella Ribeiro (PP-PB), que foi a última relatora no Congresso do projeto que se tornou o novo marco legal, a lei 13.879/19 “representa um passo decisivo para promover a estabilização estrutural  e estimular investimentos nesse setor estratégico”. 

“A lei anterior estava defasada. Era mais empecilho que estímulo. O novo marco, criando novas formas de enquadrar as concessionárias, vai liberar as empresas de investir em tecnologias e infraestruturas ultrapassadas, promovendo novos investimentos em áreas que farão a diferença. A expectativa do MCTIC é que essa atualização libere cerca de R$ 25 bilhões para novos investimentos em banda larga”, completou a senadora. 

Vale do Silício em São Paulo

Também presente à cerimônia de abertura do Futurecom, o governador de São Paulo, João Dória, falou sobre a inaguração do CITI - Centro Internacional de Tecnologia e Inovação no espaço onde funciona o IPT, na USP. O projeto ganha 'cara nova' e novos investidores e entrará em atividade no primeiro trimestre de 2020. "Todo dinheiro será privado. O governo entra apenas com a cessão da área pública para termos um Vale do Silício em São Paulo", contou.

Dória também reforçou que a tecnologia jamais vai substituir a sensibilidade humana. "Tecnologia, inovação e ciência estão associadas ao homem. São as pessoas que fazem a tecnologia e não o contrário", pontuou o governador de São Paulo. A cerimônia de abertura do Futurecom 2019 contou ainda com a presença de executivos das operadoras e de fornecedores do setor de telecomunicações.


Internet Móvel 3G 4G
Com apps ecológicos, equipes do Brasil vencem concurso da NASA

Equipes premiadas elaboraram projetos para contribuir com a limpeza dos oceanos e outro desenvolveu um sistema para identificar vazamento de óleo nos mares. Mais de 20 mil pessoas participaram do hackathon promovido pela agência norte-americana.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Sem definição no Senado, Carlos Baigorri assume como substituto na Anatel

Nome do superintendente de Outorgas e Recursos à Prestação da agência continua à espera de sabatina, desde outubro de 2019, pela Comissão de Infraestrutura.

Oi, Oi Futuro e Ministério da Cidadania integram Tecnologia à história das Telecomunicações

Espaço MUSEHUM-Museu das Comunicações e Humanidades - utiliza novas tecnologias como realidade vritual, 3D, celular e games para reportar a trajetória do mercado brasileiro.

MPF usa analytics para fiscalizar telefonia móvel

Câmara do Consumidor e da Ordem Econômica do Ministério Público Federal usa ferramenta que compila dados da Anatel para orientar promotores em cidades com “índices críticos”. 

Rede de IoT da American Tower atinge 220 cidades

Segundo a empresa, rede IoT/LoRaWAN trafegou mais de 1,7 bilhão de mensagens no ano passado, especialmente, nos segmentos de gestão de frota e ativos.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G