Home - Convergência Digital
Veja mais
Veja mais

Paulo Sierra assume a diretoria geral para o Brasil das operações Plantronics e Polycom

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 28/01/2019

A Polycom, agora parte da Plantronics, Inc. (NYSE: PLT), anuncia que Paulo Sierra será o novo diretor geral das operações brasileiras das companhias. A partir de agora, Sierra assume a liderança da empresa resultante da junção da Plantronics e Polycom, sendo responsável pela condução unificada dos negócios, envolvendo as unidades de áudio, vídeo, Cloud Services e headsets.

"Ampliaremos o apoio e a oferta aos parceiros e canais existentes da Plantronics e Polycom, bem como agregaremos aos novos parceiros soluções integradas e complementares", reforça Sierra. "A partir de um cenário econômico favorável para os próximos meses, apresentaremos aos clientes e parceiros como agregar ainda mais valor aos negócios, à produtividade e otimização de custos com as soluções de colaboração que ofertamos", completa ele.

O executivo atuava como diretor de Distribuição e Canais para América Latina e Caribe desde 2017 e, anterior a isto, foi diretor de canais para o Brasil por dois anos. Ingressou na empresa em maio de 2011. "Paulo Sierra traz em sua bagagem as melhores práticas de gestão e a experiência vivenciada nos países da região para, agora, conduzir um novo momento das operações das companhias no Brasil", relata Pierre Rodriguez, vice-presidente para América Latina e Caribe das operações Plantronics e Polycom.

Enquanto ocupou a posição regional para distribuição e canais, Sierra buscou transformar a instabilidade política e econômica que atingia a maioria dos países da América Latina em oportunidade para impulsionar o mercado de colaboração. Os resultados obtidos se refletem na consolidação de negócios com provedores e consumidores em mercados mais maduros como México e Chile; crescimento de distribuição por volume e capilaridade na Colômbia; expansão no Peru; superação das dificuldades econômicas na Argentina com avanço da operação naquele país; e a retomada de um cenário favorável ao crescimento econômico e mais estável aos negócios no Brasil.

Anterior ao seu ingresso na Polycom, Sierra construiu sua carreira obtendo ampla experiência no segmento de distribuição e canais como Gestor de Negócios na Tech Data Brasil. Iniciou sua atuação na área em importantes distribuidoras e integradoras brasileiras no início dos anos 2000.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

17/04/2019
Poly vai usar a nuvem para oferecer serviços de gestão e analytics

28/01/2019
Paulo Sierra assume a diretoria geral para o Brasil das operações Plantronics e Polycom

18/12/2017
Defensoria Pública da Bahia troca You Tube por ferramenta de colaboração

20/01/2017
Concordata da Avaya respinga no mercado de comunicação unificada no Brasil

05/07/2016
Negócios digitais: um mercado com salários de dois dígitos no Brasil

23/02/2016
NEC fecha contratos de comunicação unificada e vai às compras em segurança

04/02/2016
Alcatel Lucent Enterprise quer levar modelo da nuvem para as redes locais

05/11/2015
Comunicação Unificada: Atos compra a Unify por US$ 370 milhões

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

TST suspende demissões na Dataprev enquanto durar crise da Covid-19

Trabalhadores alegaram que os prazos acordados no fim da greve não terão como ser integralmente cumpridos diante da situação emergencial com a epidemia do coronavírus. 

Coronavírus: Teles advertem que sem equipes técnicas na rua, há risco para a rede

O SindiTelebrasil está alertando Estados e municípios sobre a necessidade e urgência em manter suas equipes técnicas e os call centers em operação, ainda que de forma reduzida, para garantir a conectividade e como medida essencial.

Faltam profissionais para cuidar dos ataques cibernéticos no Brasil

Ao publicar a Estratégia Nacional de Segurança da Informação, a e-ciber, o governo admite que o País possui poucos profissionais especializados em segurança cibernética; que há uma baixa conscientização dos usuários com relação ao tema e que é preciso urgente criar um programa nacional destinado à formação técnica nos órgãos do governo e nas empresas privadas.

TI e Internet lideram 13 dos 15 cargos profissionais em alta no Brasil

Levantamento feito pelo Linkedin mostra que gestor de redes sociais, engenheiro de cibersegurança, cientistas de dados e desenvolvedores seguem tendo alta demanda no mercado.

Déficit de mão de obra na América Latina será de 570 mil profissionais em 2020

Empresas da região vão investir nas tecnologias da terceira plataforma - cloud, analytics, Inteligência Artificial - e vão requisitar cada vez mais especialistas em programação e desenvolvimento, projeta estudo da IDC América Latina.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site