NEGÓCIOS

Facebook une 27 empresas, lança moeda virtual Libra e invade espaço dos bancos

Convergência Digital ... 18/06/2019 ... Convergência Digital

O Facebook divulgou nesta terça, 18/6, planos de lançar uma criptomoeda chamada “Libra”, com base em parceria com outros 27 sócios de uma entidade sediada em Genebra chamada Libra Association, que administrará essa nova moeda digital. A ideia é lançá-la no primeiro semestre de 2020. 

Segundo a empresa, essa moeda não será um ativo especulativo, como a Bitcoin, mas uma forma de dinheiro digital baseado em reservas. Ou seja, a expectativa é de que a “Libra” seja usada como forma de pagamento por serviços, tanto online como off-line. 

Os parceiros dão uma ideia dessa expectativa. Entre eles estão empresas de venture capital, de criptografia, de telecomunicações e do mercado financeiro, como Coinbase, Mastercard, Visa, eBay, PayPal, Stripe, Spotify, Uber, Lyft e Vodafone.

A rede social também criou uma subsidiária chamada Calibra, que oferecerá carteiras digitais para salvar, enviar e gastar “libras”. O Calibra será conectado às plataformas de mensagens do Facebook Messenger e WhatsApp, que já possuem mais de um bilhão de usuários. 

O Facebook espera que a moeda digital não apenas potencialize as transações entre consumidores e empresas em todo o mundo, mas que ofereça serviços financeiros aos consumidores sem acesso a banco. 

Não está claro como parlamentares ou reguladores reagirão ao Facebook tomando iniciativa em direção a serviços financeiros através do mundo altamente desregulado das criptomoedas. 

O Facebook contatou reguladores nos Estados Unidos e no exterior para falar sobre a futura criptomoeda, disseram executivos da empresa. Eles não especificariam quais reguladores ou se a empresa solicitou licenças financeiras em qualquer lugar. 

* Com informações da Reuters


Desafio nacional: identificar os dados efetivamente valiosos ao negócio

Pesquisa da IDC mostra que quase a metade companhias pesquisadas no Brasil admitiu ter dificuldade para encontrar talentos e recursos responsáveis pelas análises das informações.

Fintechs mostram sua força no cadastramento para o PIX

Banco Central revela que Nubank, Mercado Pago e PagSeguro foram as instituições com mais cadastros de chaves de identificação para o uso do pagamento instantâneo, a partir de 16 de novembro. Em nove dias, o Banco Central contabiliza 33,7 milhões de cadastramentos.

STJ: Uso de criptomoedas para lavar dinheiro é crime de competência estadual

Criptomoedas não são caracterizadas pelo Banco Central como moeda tampouco são consideradas valor mobiliário pela Comissão de Valores Mobiliários, portanto, o ministro Felix Fischer, do STJ, entendeu que não cabe à justiça federal julgar crimes envolvendo o ativo.

ABES: desoneração da folha é vital para manter empregos em software e serviços

O Brasil cresceu 10,5% em TI em 2019, e deverá, apesar da Covid-19 e da crise econômica, registrar um crescimento de 4% em 2020, afirmou o vice-presidente do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira das Empresas de Software, Jorge Sukarie.

Transformação digital é mudar a mentalidade de produto para solução ao cliente

"Não precisamos da furadeira, mas, sim, do buraco na parede", exemplificou Thales Teixeira, fundador da decouping.co, ao revelar o impacto da jornada digital. Para Teixeira, a inovação está no modelo de negócios. "A tecnologia é só um motor", pontuou.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G