NEGÓCIOS

Guinada digital faz bancos mudarem a maneira de comprar TICs

Ana Paula Lobo ... 07/05/2019 ... Convergência Digital

Os bancos estão mudando a maneira de comprar TICs como qualquer outra vertical também está tendo de mudar, diz em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, o diretor de Tecnologia da Federação Brasileira de Bancos, Febraban, Gustavo Fosse. Os bancos seguem sendo o segmento privado que mais investe em Tecnologia da Informação no Brasil. Em 2018, as instituições financeiras aportaram R$ 19,6 bilhões em TI, um crescimento de 3% em relação a 2017. Software e serviços ficaram com R$ 10,1 bilhões.

Nesta terça-feira, 07/05, a Febraban divulgou a 27ª edição da Pesquisa de Tecnologia Bancária 2019, em São Paulo. Nela se apurou que o número de transações bancárias feitas pelo celular em 2018 cresceu 24% em relação ao ano anterior e os aplicativos dos bancos foram o canal preferido dos brasileiros para fazer pagamento de contas, transferências de dinheiro e outras transações financeiras. O aumento na quantidade de transações com movimentações financeiras por celular chegou a quase 80% no ano passado. Hoje, de cada 10 transações, com ou sem movimentação financeira, 6 são feitas por meios digitais – celular ou computador.

"É fato que o crescimento da oferta da banda larga, a um custo mais acessível para o cidadão impulsionou o uso do celular para serviços, entre eles, o banco móvel", disse Fosse. O levantamento da entidade mostra que, em 2018, 2,5 bilhões de pagamentos de contas e transferências, incluindo DOC e TED, foram realizados por meio do mobile banking, que, pela primeira vez, superou o internet banking na preferência do brasileiro nessas operações.

De acordo ainda com a Febraban, a opção pelo celular ajudou a manter a tendência de alta no total de transações bancárias em todos os canais, que saltaram de 71,8 bilhões em 2017 para 78,9 bilhões, no ano passado. "A facilidade em poder resolver questões financeiras apenas utilizando o celular é um ponto-chave desse crescimento", reporta Fosse. O executivo da Febraban acrescenta que o incremento de transações com movimentação financeira por mobile banking comprova que o correntista se sente cada vez mais seguro para movimentar seu dinheiro por esse canal.

À CDTV, Gustavo Fosse afirma que a tendência para 2019 é que software e serviços sigam como protagonistas nos investimentos, até em função da maturidade das tecnologias direcionadas para a transformação digital. Assistam a entrevista com o diretor de Tecnologia da Febraban.


Cloud Computing
Embraer cria sistema de big data e analytics com AWS e Claranet

Companhia criou o IKON, sistema para captação, armazenamento e análise de alto volume de dados para manutenção preditiva de aeronaves da família E-Jets. Com o novo produto, a coleta automática de dados passou de 12 dias para um processo imediato, garantindo que os dados estejam prontos para serem analisados ​​5 minutos após sua geração na aeronave.

Avanço dos hackers vai fazer brasileiro comprar mais seguros

O brasileiro faz seguro de bens materiais, mas está começando a entender que é preciso também proteger seus dados devido ao avanço dos crimes cibernéticos, observa o diretor da Capgemini Marcio Gropillo. Seguradoras correm contra o tempo para se adaptarem às novas demandas.

Com a transformação digital, bancos assumem o desafio de reter o cliente

Líderes dos principais bancos do País destacam IoT, computação cognitiva e blockchain como fundamentais para o futuro do setor.

Consultoria brasileira Yaman firma parceria com a Tricentis por transformação digital e DevOps

Acordo entre as empresas permtiirá acelerar a fase de testes de software com uso de robôs.

Em 10 anos, faturamento e empregos em TI no Brasil crescem mais de 70%

Como mostra um raio-X feito pela Softex, TI avança quatro vezes mais rápido que o PIB e pode agregar mais US$ 70 bilhões à riqueza nacional com o desenvolvimento de competências digitais.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G