Home - Convergência Digital

Samsung usa a Coreia para mandar recado às rivais no 5G

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 11/04/2019

A Samsung Electronics Co.,Ltd. mandou um claro rival às rivais Ericsson, Nokia e Huawei: vai brigar por um lugar de destaque na infraestrutura 5G e está usando a Coreia como case de sucesso. A fabricante coreana forneceu soluções de 5G core e mais de 53 mil ERBs de rádio 5G para as três operadoras do país, que já estão transmitindo sinais 5G em Seul e áreas metropolitanas desde 1º de dezembro de 2018.

"A Coreia é um dos primeiros mercados no mundo em que a experiência 5G está se abrindo para os consumidores, e estamos entusiasmados por desempenhar um papel fundamental no lançamento nacional do 5G com nossas soluções de rede 5G incomparáveis", disse Paul Kyungwhoon Cheun , Vice-presidente executivo e chefe de negócios de redes na Samsung Electronics.

As operadoras coreanas lançaram suas redes comerciais 5G usando a estação rádio base 5G Massive-MIMO Unit (MMU) da Samsung no espectro de 3,5GHz. Uma característica fundamental das MMUs da Samsung implantadas na Coreia é que elas estão entre as menores e mais leves do setor, o que garante que elas possam ser facilmente instaladas nos locais de celular existentes das operadoras, exigindo alterações mínimas. Essa capacidade de reutilizar o local existente foi fundamental para permitir que as operadoras coreanas implantassem redes 5G compostas por dezenas de milhares de rádios, em apenas alguns meses desde o lançamento em 1º de dezembro.

As soluções de 5G core virtualizadas, fornecidas a todas as três operadoras coreanas para o lançamento comercial de seu 5G, suportam redes 4G herdadas e serviços de 5G de próxima geração no modo Non-Standalone (NSA). Elas também podem migrar para o modo Standalone (SA) por meio de uma simples atualização de software no futuro. A solução da Samsung implementa muitas das principais tecnologias de redes 5G, como Controle e Separação de Planos de Usuário (CUPS, sigla em inglês), que são essenciais para que as operadoras de rede aumentem suas redes e suportem os novos serviços habilitados pela tecnologia 5G.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/05/2019
Estados Unidos adiam sanções impostas à Huawei por 90 dias

20/05/2019
Vertiv: Edge computing impõe um novo jogo no negócio de data center

16/05/2019
Huawei: 'lista negra' dos EUA infringe direitos e levanta sérias questões legais

15/05/2019
Teles pedem medidas pró 5G e governo acena com Decreto para antenas

14/05/2019
Huawei acena com acordos anti-espionagem para evitar banimentos

14/05/2019
Ecossistema do 5G já conta com 33 aparelhos em fabricação

13/05/2019
Consumidor brasileiro quer logo o 5G para ter estabilidade na banda larga

10/05/2019
Ericsson e Deutsche Telekom anunciam link sem fio de 100 Gbps em faixas milimétricas

08/05/2019
Inatel e RNP fecham aliança por 5G e IoT

07/05/2019
Com 5G, Internet das coisas entra no radar dos bancos no Brasil

Destaques
Destaques

Com 5G, Internet das coisas entra no radar dos bancos no Brasil

Muitas instituições financeiras estão com a área de inovação trabalhando para entender como usar a Internet das Coisas em seus serviços, diz o diretor de Tecnologia da Federação Brasileira de Bancos, Febraban, Gustavo Fosse.

País ativa 2 milhões de chips 4G por mês

Primeiro trimestre do ano terminou com 136 milhões de acessos LTE ativos, ou praticamente 60% dos celulares em serviço.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site