GOVERNO

Reforma Tributária só acontece se for 'fatiada' com governo à frente

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 29/04/2019 ... Convergência Digital

Uma reforma tributária apenas no âmbito do governo federal é plausível e pode ser aprovada ainda este ano, sustentou o deputado Luis Miranda (DEM/DF), que é presidente da Frente Parlamentar Mista da Reforma Tributária. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o Brasscom TecFórum, realizado nos dias 24 e 25 de abril, em Brasília, o parlamentar diz que é inviável pensar que será possível ter uma mudança tributária nacional.

"Defendo uma reforma tributária federal, que é positiva, ao contrário da reforma da previdência, que é necessária, mas muito negativa. Se fizermos a reforma, com um imposto único, diferente do que se tem pregado nos últimos anos, podemos avançar ainda este ano. Mas se juntar Estados e municípios, ela não vai acontecer", pontuou o parlamentar.

Indagado sobre as empresas de TICs, Luis Miranda diz que o setor é penalizado com uma carga tributária disfuncional e injusta. "A bitributação é absurda. Por isso não avançamos e perdemos os nossos gênios para o exterior. Além disso Tecnologia está pagando impostos por outros setores, beneficiados por incentivos fiscais e que não produzem tanto para o País", assinala. Assistam a entrevista com o deputado Luis Miranda, do DEM/DF.


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Resolução abre estudos para privatização de Serpro e Dataprev

Quase um mês depois da decisão anunciada, Conselho do Programa de Parceria de Investimentos determina a análise, que deve ficar com o BNDES, “de alternativas de desestatização ou parceria com a iniciativa privada”.

Entidades de TI se mobilizam contra aumento de imposto para serviços

Proposta da Reforma Tributária, em discussão no governo, poderá causar um incremento de 11 pontos percentuais na tributação dos serviços, reclamam a Fenainfo e a Feninfra.

Congresso debate impacto das TICs no futuro do Brasil

Câmara e Senado vão promover um fórum para discutir temas como inteligência artificial, propriedades de dados pessoas, cidades inteligentes e internet das coisas. "Os dados pessoais serão o ativo mais importante de um País", afirmou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Privatização da Telebras e perda da soberania antagoniza deputados e Governo

Enquanto representantes do governo Bolsonaro afirmam que 'é cedo' para discutir o impacto real da possível venda da estatal, parlamentares da CCTI da Câmara, entre eles, o deputado Luis Miranda, do DEM/DF, criticam a decisão por interferir em dados sensíveis ao Estado.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G