Home - Convergência Digital

Mais de 400 mil ataques DDoS por meio de IoT aconteceram no 1º trimestre

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 21/03/2019

Os dispositivos CoAP (protocolo leve de equipamentos M2M) despontaram entre os principais arsenais de botnets para ataques de negação de serviço (DDoS) no primeiro trimestre do ano, com mais de 400 mil novos ataques detectados nos três primeiros meses de 2019, revela o relatório da A10 Networks. Eles acompanham as armas baseadas em Network Time Protocol (NTP), os resolvedores DNS (Domain Name System) e o SSDP (Simple Services Discovery Protocol), apura ainda o levantamento.

O tipo mais comum de ataque utilizando muitas dessas armas é um ataque reflexivo de amplificação. Nele, os invasores falsificam o endereço IP de um alvo e enviam solicitações de informações para servidores vulneráveis que disparam respostas amplificadas de volta ao endereço IP da vítima, sobrecarregando assim a capacidade dos servidores do alvo.

“Os ataques DDoS estão aumentando em frequência, intensidade e sofisticação”, disse Rich Groves, diretor de pesquisa e desenvolvimento da A10 Networks. “Sistemas infectados por malware e servidores vulneráveis continuam a criar ataques de grande escala contra alvos despreparados. De acordo com o executivo, ocrescimento de dispositivos de IoT usando protocolos como o CoAP representa uma nova e rápida superfície de ataque.

"O protocolo CoAP vai desempenhar um papel importante nos ataques DDoS daqui para frente. Como outros tipos de armas favoritas, o CoAP é inerentemente suscetível a spoofing (técnica usada para alterar informações de pacotes TCP/IP ou informações de cabeçalho de endereços de e-mail) de endereços IP e amplificação de pacotes, os dois principais fatores que permitem a que ocorra a amplificação de um ataque DDoS”, acrescenta Groves.

Segundo os especialistas da A10 Networks, o CoAP é um protocolo leve de máquina a máquina (M2M) que pode ser executado em dispositivos inteligentes, onde os recursos de memória e computação são escassos. Para ter acesso ao relatório completo, clique aqui.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

19/08/2019
Anatel faz audiência pública sobre redução de barreiras à IoT

16/08/2019
Agro 4.0 passa por recursos vindos da aprovação do PLC 79/16

14/08/2019
5G e Internet das Coisas são prioridades para os países do BRICS

08/08/2019
Varejo aposta em eletrônicos com inteligência artificial

05/08/2019
Brasil chega a 22,21 milhões de dispositivos IoT

02/08/2019
MCTIC vai aportar R$ 8 milhões em projetos para internet das coisas

01/08/2019
Anatel abre debate sobre regras para reduzir barreiras à internet das coisas

31/07/2019
Escassez de talentos e complexidade travam projetos de Internet das Coisas

29/07/2019
Ataques por malware em IoT cresceram 55% no 1º semestre

18/07/2019
Serpro quer ser integrador do Governo em Internet das Coisas

Destaques
Destaques

Escassez de talentos e complexidade travam projetos de Internet das Coisas

Estudo global mostra ainda que quase 30% das provas de conceito falham por conta de implementação cara e da falta de profissionais capacitados. A segurança segue sendo desafiadora.

TIM supera rivais em disponibilidade e latência 4G. Claro lidera em velocidade de download

Relatório da OpenSignal mostra que a disponibilidade do sinal 4G melhorou no Brasil com o uso da faixa de 700 Mhz.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site