Convergência Digital - Home

Rio de Janeiro terá licitação de nuvem para dados abertos do Governo

Convergência Digital
Ana Paula Lobo e Pedro Costa, do Rio de Janeiro - 17/09/2019

O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro criou um parque tecnológico e está à frente de uma licitação para o uso da computação em nuvem que ganhou musculatura com a adesão do governo do Estado.

"Lidamos com dados abertos e temos o compartilhamento do conhecimento com a integração do MPF, da receita federal, da secretaria da fazenda, do TCU, da Polícia Federal e, agora do Governo", antecipa em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, o procurador geral da Justiça do Rio de Janeiro, José Eduardo Gussem.

Gussem participou do painel Governo 4.0, no Rio Info 2019, que acontece essa semana, no Rio de Janeiro. O procurador informou ainda que a licitação acontecerá ainda este ano para que a nuvem possa funcionar já no começo de 2020.

"A ideia é disponibilizar o máximo de informações possível, já que trabalhamos com dados abertos. Nós vamos conectar objetos então é importante que o cidadão tenha informações transparentes também", diz Gussem, sem adiantar detalhes técnicos da concorrência que será feita.

Gussem fala ainda da preparação do MPF, por meio de um laboratório de Inovação, para a vigência da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. Assistam a entrevista com o procurardor José Eduardo Gussem.


Destaques
Destaques

IDC: mercado de nuvem pública vai chegar a R$ 15 bilhões em 2020

Mercado de TI brasileiro vai crescer 5,8% impulsioando pelos negócios de clóud computing e pela aceleração do mercado de software. Nuvem privada tem a preferência das grandes empresas e fica com até 25% do orçamento destinado à TI.

BRK Ambiental, CTG Brasil e Via Varejo aderem à nuvem na jornada digital

Empresas implementaram a plataforma SAP S/4HANA para sustentar a estrastégia digital. Os negócios de cloud tiveram forte impacto na receita da SAP Brasil.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desafios às empresas: Contêineres, Orquestração e Microsserviços

Por Lenildo Morais*

Com o padrão “multi-edge edge computing”, o tráfego e os serviços de TI mudam de uma nuvem centralizada para micro-nuvens espalhadas o mais próximo possível dos usuários. As operadoras terão que oferecer serviços sob demanda, e mesmo em tempo real, para atender a todos os tipos de aplicativos.

Você já pensou no impacto que os seus dados geram no planeta?

Por Gustavo Loiola*

Hoje, são milhares de data centers espalhados pelo Planeta. É engraçado pensar nisso quando hoje falamos da tal da “nuvem" que armazena os nossos dados. Tiramos uma foto? Vai para a nuvem. Postamos no Instagram? Vai para a nuvem. Netflix, Spotify, Deezer? O streaming também está na nuvem.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site