Home - Convergência Digital

Brasil perdeu o direito de errar com a formação dos jovens

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 03/07/2018

No Brasil, apenas 10% dos jovens entre 15 e 17 anos recebem educação técnico-profissional. Enquanto isso, no Japão, são 70%, o mesmo índice da Finlândia. Na Áustria, são 76%. “É preciso mudar a matriz, ver a educação como fator principal da competitividade”, disse o diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Rafael Lucchesi.

A preparação dos trabalhadores para atuar em um modo de produção diferente do atual é o principal obstáculo para o Brasil embarcar na onda da indústria 4.0. Enquanto algumas profissões devem ser extintas, outras vão exigir um tipo diferente de formação e de treinamento, sem necessariamente a obrigatoriedade de uma faculdade.

Dados do Ministério do Trabalho mostram que o profissional de nível técnico pode alcançar uma remuneração até maior do que a de determinadas áreas que exigem formação superior, como jornalismo e economia. Profissionais técnicos de áreas como eletromecânica, química e energia com um ano de casa ganham na faixa de R$ 7,2 mil, segundo o Relatório Anual de Informações Sociais (Rais) do Ministério do Trabalho, base de 2016. Trabalhadores com dez anos de experiência atingem salários de R$ 10 mil.

Para Lucchesi, o Brasil não pode errar mais. "Já ficamos para trás na transformação que houve na terceira revolução industrial, a da microeletrônica”, disse o diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Rafael Lucchesi. Uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria mostra que o segmento está muito atrasado.

Segundo o levantamento, 77,8% das empresas ainda estão nos estágios mais atrasados de aplicação de tecnologia. Em metade delas, o uso das tecnologias de informação e comunicação (TIC) é apenas pontual. A outra metade está um passo adiante, usando as TICs, mas com integração de apenas algumas áreas. No estágio seguinte, no qual a integração de áreas é total, estão 20,5% das indústrias pesquisadas. E apenas 1,6% está na fronteira, com integração digital total e uso de inteligência artificial.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

08/04/2019
União Europeia: Ética no uso da Inteligência Artificial não é um luxo

03/04/2019
Governo e empresas criam Câmara para acelerar digitalização da indústria

27/03/2019
Inteligência artificial: IBM defende auditoria dos vieses para evitar tomada de decisão errada

21/03/2019
BIA, a Inteligência Artificial do Bradesco, gera respostas em menos de três segundos

15/03/2019
Dado errado 'mata' projeto de Inteligência Artificial

13/03/2019
Inteligência artificial ética está longe de ser algo simples

13/03/2019
Indústria financeira testa IA e machine learning para compliance e detecção de fraudes

13/03/2019
Marketplace móvel vai contratar mais de 100 profissionais de IA no Brasil

11/03/2019
Investimentos em inteligência artificial disparam em todo o mundo

07/03/2019
Zenvia abre cursos de certificação em chatbots

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

STF anula decisão do TST e reforça valor legal da terceirização

Decisão aconteceu em uma ação de uma atendente contratada pela Contax, prestadora de serviços de call center, para atuar como terceirizada na Telemar Norte Leste.

Mais de 60% dos brasileiros estão infelizes, mas têm medo de mudar de emprego

Estudo da Brands2Life, com o LinkedIn, traz um dado assustador: 80% dos brasileiros não se candidata para a vaga de trabalho que gostaria. Cerca de um terço dos profissionais deixa de se candidatar a uma nova vaga por falta de confiança na sua própria capacidade.

Serviços de TI e de Telecom podem ser 100% terceirizados no Governo Federal

Também foi incluída na lista divulgada pelo governo Federal o serviço de teleatendimento. Decisão está publicada na portaria 443/2018.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site