NEGÓCIOS

Quatro entre 10 empresas são 'preguiçosas digitais'

Ana Paula Lobo* ... 18/02/2019 ... Convergência Digital

O novo Índice de Transformação Digital (DT Index II), encomendado pela Dell Technologies em parceria com a Intel e feito pela Vanson Bourne com 4.600 líderes de negócios de empresas de médio e grande porte de 42 países, revela que os programas de transformação digital de muitas empresas estão na fase inicial.

O estudo aponta que ainda há um caminho longo a percorrer rumo à maturidade: 78% dos líderes de negócios admitem que a transformação digital deve ser mais difundida em suas organizações. No Brasil, o número é ainda maior: 82%. Mais da metade das empresas (51%) acredita que terá dificuldades para atender às demandas dinâmicas dos clientes dentro de cinco anos, no Brasil o índice é de 25%, e quase uma em cada três (30%) ainda tem receio de que sua organização possa ficar para trás, sendo 26% no mercado nacional.

Ficando para trás

O DT Index II foi realizado com base no primeiro DT Index, de 2016. A comparação de dois anos destaca que o progresso tem sido lento, com organizações tendo dificuldades para acompanhar o ritmo intenso das mudanças. Embora a porcentagem dos Adotantes digitais tenha aumentado, não houve progresso no topo. Quase 4 em cada 10 empresas (39%) estão ainda espalhadas nos dois grupos com menor maturidade digital na referência de desempenho (Preguiçosos digitais e Seguidores digitais).

"É importante ver que os líderes brasileiros estão na vanguarda da transformação digital no mundo. O caminho à maturidade é longo e repleto de desafios, mas é necessário percorrê-lo", afirma Luis Gonçalves, vice-presidente Sênior e Gerente Geral da Dell EMC Brasil. "Em contrapartida, preocupa ver que 24% das organizações brasileiras 39% e das organizações globais investem pouco ou não investem em modernização digital. A hora de agir é agora", compleeta o executivo.

O estudo, porém tem dados animadores para os mercados emergentes em relação à maturidade digital. Isso porque o levantamento aponta Índia, Brasil e Tailândia no topo do ranking global. Por outro lado, mercados desenvolvidos estão ficando para trás: Japão, Dinamarca e França receberam as pontuações mais baixas de maturidade digital.

No Index, o Brasil ficou em 2º lugar – com 6% das empresas consideradas líderes digitais -, na frente de países como México (4º) e Colômbia (5º). Além disso, mercados emergentes estão mais confiantes em sua capacidade de "ultrapassar em vez de serem ultrapassados" (53%) em comparação com somente 40% em nações desenvolvidas.

*Com informações da Dell Technologies


Cloud Computing
Receita na palma da mão abre vez para certificado digital em nuvem

Fisco abriu os serviços do portal e-CAC, que exigiam o certificado digital, para os dispositivos móveis. Hoje no mercado apenas três autoridades certificadoras estão autorizadas a emitirem certificados na nuvem.

Clientes acusam NegocieCoins, do Banco Bitcoin, de sumir com dinheiro das contas

Apesar de ter 200 ações correndo na Justiça, na sexta-feira, 09/08, a corretora seguia vendendo bitcoins operando um volume de R$ 3,2 milhões. Companhia diz ter sido alvo de uma tentativa de fraude, em processo de investigação pela Polícia Civil.

Com Brasil à frente, investimentos em busca de “unicórnios” são recorde na América Latina

Os investimentos de venture capital quadruplicaram, para US$ 2 bilhões, nos últimos dois anos. Valor já superado em sete meses de 2019.

Justiça não pode relativizar registro concedido pelo INPI

A 2ª Câmara de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que empresa de alimentos não poderia usar nome ‘Natura’, como reclamou a empresa de cosméticos. 

Passa a valer obrigação de reportar à Receita a compra e venda de criptomoedas

O Fisco relata que o mercado de moedas digitais no Brasil possui mais investidores que a Bolsa de Valores de São Paulo (B3), que têm cerca de 800 mil pessoas cadastradas. Além disso, esse mercado movimentou, apenas em 2018, mais de R$ 8 bilhões no país.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G