TELECOM

Anatel incluiu a faixa de 26GHz no leilão do 5G

Luís Osvaldo Grossmann ... 21/03/2019 ... Convergência Digital

A Anatel aprovou nesta quinta, 21/3, a agenda regulatória para o biênio 2019-2020. E no novo planejamento o conselho diretor ampliou a perspectiva de ofertas de radiofrequências no período, especialmente de olho na quinta geração da telefonia móvel.

Pela proposta, além das faixas de 700 MHz, 2,3 GHz e 3,5 GHz para o 5G, leilões com vistas à nova geração devem incluir também outras fatias do espectro: as faixas de 3,3 GHz e 3,4 GHz, além de 26 GHz. A expectativa da Anatel, vale lembrar, é que o primeiro leilão para o 5G aconteça em março de 2020, como antecipado pelo presidente da Agência Reguladora, Leonardo Morais, no MWC 2019, em Barcelona.

“Temos apenas 200 MHz no 3,5 GHz, que será a porta de entrada do 5G no Brasil. E surgiu no Comitê de Espectro e Órbita a proposta de uso das faixas de 3,3 GHz e 3,4 GHz e quem sabe a possibilidade de oferecer 300 MHz”, defendeu o presidente da Anatel, Leonardo de Morais.  O naco de 26 GHz – na prática entre 24,5 a 27,5 GHz – já vinha sendo colocada como a primeira opção da Anatel para uso de ondas milimétricas no 5G, alinhando-se com as discussões na Europa e na UIT.

A agenda foi aprovada com 50 iniciativas, sendo 32 delas sobras da agenda anterior, de 2017-2018, e 18 novas. Entre elas, o relator da proposição, Vicente Aquino Neto, defendeu uma revisão do regulamento dos Termos de Ajustamento de Conduta.

Também foi incluída a previsão de que a Anatel deverá se debruçar sobre a migração de concessões para autorizações de telefonia caso seja aprovado pelo Senado o projeto de lei (PLC 79/16) que muda o marco legal do setor de telecomunicações.

Além disso, foi colocada a possibilidade de a Anatel construir uma proposta de projeto de lei que reduza a zero a taxação do Fistel para a internet das coisas. “Caso seja aplicado Fistel sobre internet das coisas, esse ecossistema não se desenvolverá”, lembrou Leonardo de Morais.


Internet Móvel 3G 4G
Caixa Tem amplia compras pelo celular e alcança 2,1 milhões de transações digitais

A partir desta sexta-feira, 29/05, os beneficiários do auxílio emergencial vão poder pagar compras em cerca de 3 milhões de estabelecimentos comerciais do País com o celular. Inicialmente o serviço está disponível nas maquininhas da bandeira Elo.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Anatel discute quais dados econômicos vão ser coletados das grandes operadoras

Consulta pública sobre os indicadores econômico-financeiros está aberta por 45 dias. 

Anatel afasta redutor de multas em sanções de obrigação de fazer

Provocada pela Telefônica, prevaleceu o entendimento indicado pela AGU de que o regulamento vigente da agência não permite o uso desse incentivo fora das sanções pecuniárias.

Anatel vai discutir uso dos espectros ociosos em consulta pública

Proposta de uso do White Spaces entre frequências outorgadas é cautelosa ao prever uso em áreas rurais e regiões remotas.  Ideia é permtir o uso secundário para telefonia e banda larga em áreas rurais e regiões remotas.

Por mudança no plano de recuperação judicial, Oi adia divulgação de resultados

Operadora deveria divulgar os resultados do primeiro semestre nesta quinta-feira, 28/05, mas adiou para 15 de junho. Mas para conter especulações, Oi disse à CVM que possui R$ 6,31 bilhões no caixa.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G