Home - Convergência Digital

Usuários esticam uso dos smartphones e mercado recua 0,5% puxado pelos top de linha

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 09/04/2019

Os embarques globais de aparelhos celulares devem cair 0,5% em 2019, para cerca de 1,8 bilhão de unidades, segundo projeções da consultoria Gartner. Esse movimento, indica, é fruto do bom desempenho de smartphones high end, que empurram a disposição dos usuários em trocar por modelos mais novos. Segundo a consultoria, até 2023, a vida média desses aparelhos top vai passar de 2,6 para 2,8 anos.

“Os usuários chegaram a um limiar em novas tecnologias e aplicações. A não ser que novos modelos apresentem significativas novidades em utilidade, eficiência ou experiência, eles não querem ou não precisam de um upgrade”, aponta a diretora de pesquisas da Gartner, Roberta Cozza.

O resultado, completa a consultoria, é que o mercado de aparelhos celulares top de linha deve continuar a declinar ao longo deste ano de 2019, especialmente nos mercados mais saturados e maduros. Mas há perspectivas de recuperação em 2020.

Para o ano que vem, a previsão é de volta de crescimento, com alta de 1,2% nos embarques. O recado, no entanto, permanece: fornecedores precisam entender que os consumidores estão aumentando a vida útil dos celulares – que vai a 2,8 anos em média, como mencionado.

Nesse movimento, os recém-lançados aparelhos dobráveis ainda serão um mercado de nicho pelos próximos cinco anos. As projeções da consultoria é de que em 2023 esse tipo de aparelho represente 5% do mercado total, com 30 milhões de unidades. “O preço ainda é uma barreira”, aponta a Gartner, considerando valores por volta dos US$ 2 mil.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

09/08/2019
Apple promete US$ 1 milhão para quem detectar falhas no iPhone

06/08/2019
Nextel ameaça parar de funcionar se negócio com a Claro não for aprovado

06/08/2019
Teles questionam no STF lei que permite acúmulo de franquia não usada

05/08/2019
Pré-pago perde 1,13 milhão de linhas em 30 dias. 4G é o carro-chefe do pós-pago

30/07/2019
Cadastramento de dados dos clientes pré-pago avança para 10 estados

30/07/2019
Tencent e Qualcomm negociam chips para jogos em 5G

12/07/2019
TIM e Vivo mudam pacotes para impedir troca de chips no exterior

27/06/2019
Brasileiro elege o smartphone para fazer compras online

07/06/2019
Câmara proíbe teles de enviarem mensagens comerciais a clientes

06/06/2019
Novo projeto de lei prevê cobertura celular obrigatória de 60% das estradas

Destaques
Destaques

Escassez de talentos e complexidade travam projetos de Internet das Coisas

Estudo global mostra ainda que quase 30% das provas de conceito falham por conta de implementação cara e da falta de profissionais capacitados. A segurança segue sendo desafiadora.

TIM supera rivais em disponibilidade e latência 4G. Claro lidera em velocidade de download

Relatório da OpenSignal mostra que a disponibilidade do sinal 4G melhorou no Brasil com o uso da faixa de 700 Mhz.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site