Home - Convergência Digital

TICs podem formar 1 milhão a cada quatro anos com recursos já existentes

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 09/04/2019

O Brasil tem plenas condições de dar saltos de produtividade com a transformação digital, mas isso exige a modernização legislativa que impactem a competitividade e a qualificação profissional em tecnologias de informação e comunicações. E como destaca o presidente da Confederação Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação, Edgar Serrano, há ações fundamentais que não implicam em novos custos ao Estado.

“Os principais desafios e demandas da Contic são desatar nós para garantir internet para todos, e a segurança jurídica para que as empresas possam fazer isso. E garantir que exista mão de obra suficiente. Modernizar a legislação não vai custar um centavo. E o que já é descontado da folha de pagamento pode ser efetivamente usado para o setor”, defendeu Serrano, que nesta terça, 9/4, participou de painel promovido em Brasília pelo portal Telesíntese.

“Na questão de formação de mão de obra, temos hoje uma arrecadação gigantesca do nosso setor, mas do qual não é gasto um centavo para formação. A solução é a aprovação do PLC 79/16 e do PL 10.762/18. Uma vez que o dinheiro que as empresas arrecadam e não retorna, pode permitir o treinamento de 1 milhão de pessoas a cada quatro anos, pessoas que não teriam condições de ingressar no mercado digital”, afirmou o presidente da Contic.

O PLC 79/16 atualiza a Lei Geral de Telecomunicações (9.472/97) e é visto pelo setor como a reforma que permitirá converter para banda larga os recursos que hoje vão para a telefonia fixa. Ele já foi aprovado na Câmara e aguarda parecer da CCT do Senado para encaminhamento de votação em Plenário. O PL 10.762/18 estabelece o Serviço Social e o Serviço de Aprendizagem de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic), dando à Contic a gestão de estimados R$ 1 bilhão por ano para qualificação profissional.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

06/12/2019
Governo investe R$ 22 milhões para capacitar novos programadores no Brasil

05/12/2019
No Rio, apenas 21% das empresas adotam o teletrabalho

04/12/2019
Déficit de mão de obra na América Latina será de 570 mil profissionais em 2020

05/11/2019
Empresa de Blumenau vence prêmio no LinkedIn Talent Awards

25/10/2019
Analista de Internet das Coisas: um profissional em construção

16/10/2019
Santander oferece 240 bolsas integrais para formar profissionais em programação

07/10/2019
Plataforma online oferece curso de inglês gratuito para TI

03/10/2019
Gamificação certifica colaboradores de empresa de cloud

02/10/2019
Relator adia votação do Sistema S das TICs para buscar acordo

02/10/2019
Embraer abre vagas de estágio em IA, machine learning e desenvolvimento

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Análise de requisitos define sucesso ou morte dos projetos de TI

Como demonstra o professor e pesquisador Marcos Kalinowski, do departamento de informática da PUC-RJ, especificação boa ou ruim pode triplicar a produtividade ou aumentar em até 50% os custos. O professor da PUC-RJ coordena um projeto de pesquisa na área de Engenharia de Requisitos que envolve mais de 50 pesquisadores de 20 países.

Negócios na nuvem vão gerar 491 mil empregos diretos no Brasil até 2024

A batizada, 'economia Salesforce', formada pelo ecossistema de parceiros e clientes da companhia, vai gerar nos próximos seis anos, 780 mil empregos indiretos e uma receita de R$ 247 bilhões em novos negócios. Transformação digital será responsável por 50% dos gastos com software e computação em nuvem.

Cientista de Dados, desenvolvedor, CTO e analista de segurança da Informação são os mais procurados em TI

Essa é a constatação do Guia Salarial 2020, produzido pela consultoria Robert Half, com atenção às pequenas, médias e grandes empresas. Cientista de Dados pode ter salário inicial em torno de R$ 13 mil nas pequenas empresas e de R$ 26 mil nas grandes corporações.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site