Oi se posiciona como prestadora de serviços de TI

Ana Paula Lobo e Rafael Mariano ... 14/06/2019 ... Convergência Digital

A Oi se move para se posicionar como uma prestadora de serviços de TI no segmento B2B,  indo além da oferta de conectividade. No CIAB Febraban 2019, realizado esta semana, em São Paulo, a operadora mostrou um portfólio em que a segurança ganhou destaque com uma solução que permite a realização de videomonitoramento com analytics, para identificar pessoas e padrões de comportamento, protegendo o público de uma agência de situações de risco de modo preventivo e proativo.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, Rodrigo Shimizu, diretor de Marketing do Corporativo da Oi, falou sobre o impacto, no setor bancário, de tecnologias emergentes como Inteligência Artificial, Blockchain e Internet das Coisas. No caso de IoT, a Oi se diz preparada para fazer uma gestão dos dispositivos e de soluções. Já Blockchain é encarado como um desafio para todo o segmento de TI.

"Muito se fala sobre a tecnologia, e ainda temos de entender como construir as aplicações, mas é certo que blockchain estará associado a Inteligência Artificial e Internet das Coisas", sinalizou Shimizu. Já sobre computação em nuvem, o diretor de Marketing do Corporativo da Oi contou que a operadora possui nuvem própria privada e pública, construída com um parceiro canadense, mas a maior aposta é na multicloud para massificar o consumo dos serviços de cloud computing.

Para Shimizu, 2019 está sendo um ano muito relevante para os serviços de segurança da informação e confidencialidade dos dados. Assistam à entrevista.


Internet Móvel 3G 4G
Teles negociam embarcar pagamentos no PIX

Banco Central negocia com o SindiTelebrasil a incorporação das operadoras de telecomunicçaões como recebedoras no sistema PIX, de pagamento instantâneo. Operadoras também adiantam a ideia de ter uma carteira digital comum, a partir da base de clientes pré-pago, ou mais de 100 milhões de consumidores.

Anatel recria 10 colegiados após extinção por Decreto presidencial

Uso do Espectro, Defesa dos Usuários, Prestadoras de Pequeno Porte, Aferição da Qualidade, Ofertas de Atacado, Acompanhamento de Redes são alguns dos grupos reestabelecidos pela agência. 

Reclamações contra oferta de banda larga crescem 40% com a quarentena da Covid-19

Queixas na Anatel cresceram especialmente a partir de março. No conjunto dos serviços, agência recebeu 1,52 milhão de reclamações entre janeiro e junho. Também houve um aumento de 20% com relação à telefonia móvel.

Oi quer corte de dívida com Anatel por desequilíbrio na concessão

“Tem que fazer um PGMU mais leve para que a gente possa respirar”, defende a diretora regulatória, Adriana Costa. Anatel esclarece que concessão não é sinônimo de lucro garantido. 

Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles

Para o diretor da Huawei Brasil, Carlos Lauria, a reserva técnica é a melhor garantia para aguardar a evolução da tecnologia. "Se der tudo agora, não tem como voltar atrás depois", observa o executivo.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G