Convergência Digital - Home

SAP Brasil: Nuvem descomplica ERP para a transformação digital

Convergência Digital
Ana Paula Lobo - 15/07/2019

A implantação de um pacote de gestão empresarial está muito mais rápida e aberta para todo tipo de empresa, observa a presidente da SAP Brasil, Cristina Palmaka. Um exemplo é a LABI exames, uma startup que está abrindo rede de exames para as classes de menor poder aquisitivo. Palmaka observa ainda: sem boas pessoas, a tecnologia, em sim, não resolve nada.

O Brasil avançou muito nos últimos dois anos na transformação digital, afirma a presidente da SAP Brasil, Cristina Palmaka. Em entrevista ao Convergência Digital, a executiva assegura que a gestão empresarial tem um papel essencial na jornada digital, mas depende de pessoas para funcionar bem. "A transformação digital não acontece sem as pessoas. São as pessoas que lideram as companhias, são elas que habilitam a tecnologia. No nosso caso, já provamos que o ERP está descomplicado, está sendo instalado de forma muito mais rápida", salienta Cristina Palmaka.

A Labi Exames é um bom exemplo da mudança da gestão empresarial. Com 100% das operações na nuvem, a startup- criada há três anos- está usando ERP da SAP para gerenciar seus processos. A companhia, conta o cofundador, Marcelo Barbosa, já chegou a 30 mil exames/mês, com um exame de sangue completo custando R$ 10,00, enquanto nos laboratórios tradicionais esse custo chega a R$ 70.00.

"A tecnologia tem papel crucial para podermos gerir os dados e chegar ao custo de R$ 10,00 e termos lucro", observou Marcelo Barbosa, lembrando que 47 milhões de brasileiros e mais de 140 milhões de brasileiros não têm acesso a serviços com preço e qualidade. Quem também usa o ERP na nuvem da SAP é a Companhia Tradicional de Comércio, dona dos restaurantes Pirajá, Astor, Braz e Lanchonete da Cidade. "Criamos minifábricas em cada loja para termos um estoque ajustado. Isso só foi possível porque usamos a tecnologia", conta o diretor de Tecnologia e Suprimentos, Patrício Arriagada.

Em entrevista ao Convergência Digital, a presidente da SAP Brasil, Cristina Palmaka, diz que são clientes como a Labi Exames e a CIA Tradicional de Comércio que provam a simplificação do ERP e a necessidade da gestão empresarial, conforme o seu escopo de atuação de negócios. "Felizmente muitas empresas já perceberam que a tecnologia não é só uma área, mas é estratégica para o negócio. Mas ainda há um largo caminho para ser percorrido". Assistam a entrevista com Cristina Palmaka, presidente da SAP Brasil.


LEIA TAMBÉM:

ARTIGO . Por Melissa Torgbi

Cientista de dados: seja curioso, se envolva e tenha muita disposição para resolver problemas

Há muita empolgação acerca do termo “ciência de dados” atualmente. Para nós que queremos ser cientistas de dados, há alguns requisitos. Um deles: ter muita, mas muita vontade de aprender o tempo todo.

Destaques
Destaques

Empresas ambicionam mais Inteligência Artificial, mas sofrem com falta de talento

Um apesquisa global da Bain mostra que três em cada empresas, instigadas pela covid-19 e a aceleração da digitalização, se preparam para investir mais em inteligência artificial e machine learning. Mas assumem que as dificuldades não são poucas.

Eneva investe R$ 3 milhões para unir gás à energia com a IA ALINE

Software, que utiliza algoritmos de machine learning, foi desenvolvido em parceria com o Instituto Tecgraf da PUC/Rio e está sendo testado no Maranhão. Próxima etapa é um projeto de pesquisa com foco na integração da produção do gás onshore com a geração de energia, o que significa usar IA em um projeto 100% conectado.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O que é o balanceamento de carga de alta disponibilidade?

Por Ivan Marzariolli *

A alta disponibilidade começa com a identificação e eliminação de pontos únicos de falha em sua infraestrutura que podem desencadear uma interrupção do serviço - por exemplo, implantando componentes redundantes para fornecer tolerância a falhas no caso de um dos dispositivos estiver com problemas.

Dados em tempo real fazem toda a diferença no e-commerce

Por Leandro Rodriguez*

O tempo se tornou o fator crítico no relacionamento entre vendedor e comprador. Levar informações em tempo real a uma filial local ou a gerentes de loja pode ser determinante para a aquisição de clientes e, consequentemente, aumentar as vendas.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site