Convergência Digital - Home

Leroy Merlin contrata nuvem híbrida da IBM

Convergência Digital
Da redação - 25/07/2019

A Leroy Merlin, uma das maiores redes de varejo no segmento de construção, aderiu à nuvem híbrida e escolheu a IBM como fornecedora do ambiente e para o gerenciamento das aplicações da plataforma digital, incluindo sistemas de vendas e administrativos. Em um estudo recente do IBM Business Value Institute, 70% das empresas de varejo mencionaram que estão aumentando seus investimentos na digitalização de canais e lojas, enquanto 71% disseram que veem a experiência do cliente impactando mais o cenário de negócios do que os produtos em si. Os valores do contrato não foram revelados.

Operando no Brasil há mais de 20 anos, a Leroy Merlin tem mais de 40 lojas em todo o país que são complementadas com vendas por telefone e pela internet. O varejista está migrando cargas de trabalho importantes para a IBM Cloud, como aplicações de pontos de vendas, SAP e e-commerce, criando um modelo de nuvem híbrida que proporcionará mais flexibilidade e velocidade nas operações de negócios.
r
"Nossa visão é tornar-se um destino único para todas as necessidades de casa e construção dos brasileiros, atendendo o cliente onde quer que ele esteja e da maneira que prefira comprar", afirma Marcelo Figueiredo, diretor de Infraestrutura e Digital Workplace da Leroy Merlin. "Estamos certos de que a nuvem híbrida da IBM vai permitir que aceleremos nossa transformação para responder às demandas dos clientes em todos os canais e manter a Leroy Merlin na vanguarda do mercado de construção".

Ao criar um ambiente de nuvem híbrida, a divisão de Serviços da IBM foi capaz de reduzir significativamente o tempo necessário para criar novos ambientes de TI para a Leroy Merlin - de 10 a 3 dias, comparando com a infraestrutura tradicional. Isso torna possível para a Leroy Merlin lançar novos aplicativos baseados na nuvem e trazer novos recursos para os usuários finais com muito mais rapidez. Essa agilidade é uma forte vantagem competitiva, já que o time-to-market de novos produtos e serviços é um diferencial importante e um grande componente da estratégia omnicanal do cliente.

"Cloud é o alicerce da reinvenção digital e a adoção desta tecnologia proporciona às empresas a possibilidade de oferecer uma experiência mais estável e veloz aos seus clientes finais", afirma Frank Koja, VP de Serviços de Tecnologia da IBM Brasil. Nos últimos anos, a Leroy Merlin também investiu em sua transformação para uma empresa omnicanal, trazendo novos serviços e facilidades aos seus clientes, que hoje podem buscar e comprar produtos auxiliados por um chatbot que utiliza Watson na IBM Cloud. A LIA (sigla para Leroy Merlin Inteligência Artificial) funciona no site da varejista para responder sobre endereços de lojas, sistema de troca, serviços disponíveis e horários de funcionamento, disponível no site da empresa 24 horas por dia nos sete dias da semana.


Destaques
Destaques

Banco Central afrouxa regras de contratação de serviços na nuvem pelos bancos

A partir de agora, os contratos de serviços na nuvem não precisam mais de autorização prévia, a não ser nos casos em que houver armazenamento de dados fora do Brasil em países sem convênio entre autoridades monetárias. 

Rio de Janeiro terá licitação de nuvem para dados abertos do Governo

Processo está sendo conduzido pelo Ministério Público do Rio de Janeiro e ganhou 'musculatura' com a adesão do governo do Estado, revela o procurador geral da Justiça, José Eduardo Gussem.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

As lições do buraco negro e da análise de dados às empresas

Por Paulo Watanave*

O fato é que por trás das aplicações e sistemas usados nas operações já existe um grande e variado conjunto de insights e algoritmos que podem ser usados para gerar valor real às organizações e para as pessoas de um modo geral. Estima-se que menos de 10% das companhias em todo o mundo tenham estratégias bem definidas para a utilização dos recursos digitais e das informações.

Edge Computing para acelerar os negócios das empresas brasileiras

Por Henrique Cecci*

O que é, afinal, Edge Computing? Trata-se da aplicação de soluções que facilitam o processamento de dados diretamente na fonte de geração de dados. No contexto da Internet das Coisas (IoT), por exemplo, as fontes de geração de dados geralmente são "coisas" com sensores ou dispositivos incorporados.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site