Convergência Digital - Home

Bayer usa nuvem para agilizar venda de ativos para a BASF

Convergência Digital
Agência SAP NOW - 11/09/2019

A venda de diversos ativos da Bayer para a Basf, oriundos da compra da Monsanto, exigiu do grupo alemão dos setores farmacêutico e agroquímico, esforços de engenharia e reengenharia de processos para passar o bastão para a compradora de maneira segura e rentável.

O projeto de cover out global, cujo o conceito é de “desinvestimento”, foi necessário para que as divisões que deixariam a Bayer fossem reconstruídas na forma de empresas independentes, com novos processos, mantendo faturamento e garantia de sustentabilidade. O case foi apresentado nesta terça-feira, 11/09, no SAP NOW 2019, evento da SAP Brasil, que acontece em São Paulo.

Angélica Nobre, M&A IT Integration Lead da Bayer, e líder do projeto, relata que o cover out apresentou alta complexidade da operação, envolvendo 40 países, entre eles Alemanha, Estados Unidos, Hungria, China, Índia, Argentina e Brasil, cada qual com suas particularidades culturais, estratégicas e regulamentações.

Para viabilizar e agilizar essa integração e colocar todos na mesma página, a solução veio por meio de um conjunto de tecnologias, protagonizado pelo SAP HANA, fornecido pelo parceiro SAP, a Tata Consultancy Services (TCS).
Além da facilidade de integração, um grande ganho proporcionado pelo SAP HANA à Bayer, foi poder garantir a expansão rápida de servidores na medida em que eram acrescentados os países envolvidos, flexibilizando o crescimento do número de servidores de maneira rápida e segura.

“O projeto foi um sucesso e conseguimos cumprir o prazo para essas entregas em dois anos, mesmo enfrentando cerca de 26 alterações de escopo e prazo, respeitando a confidencialidade dessa movimentação”, relatou a executiva.

Segundo ela, a BASF concluiu com sucesso a aquisição de diversos negócios e ativos da Bayer, seguindo com as atividades de proteção de cultivos, biotecnologia e agricultura digital, marcando seu ingresso nos mercados de sementes, herbicidas não seletivos e nematicidas. “Foi desafiante, mas de grande aprendizado e êxito para Bayer.”



Recrutadores e a dura tarefa de contratar cientistas de dados

O maior gargalo é encontrar profissionais adequados às demandas das empresas e o Brasil, hoje, é um exportador de talentos para outros países.

Destaques
Destaques

Metade das empresas no Brasil não confia na própria análise dos dados

Levantamento da Serasa Experian mostra ainda que 42% das companhias brasileiras admitem perder dinheiro com a má qualidade das informações. Má governança é vista como um desafio a ser superado. O mais grave: mais de 70% destão sem estratégia para superar essa etapa.

Dataprev vai comprar Inteligência Artificial e exige uso da nuvem pública

Estatal de TI não revela o montante a ser pago, mas diz que contrato será de 24 meses e inclui capacitação técnica dos funcionários, no modelo de serviços por demanda. Propostas devem ser enviadas até o dia 20 de julho.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Transformação digital exige eficiência no gerenciamento

Por Luiz Fernando Souza*

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Essa é uma máxima que precisa ser aplicada à transformação digital, e vale quando falamos da gestão dos servidores. E as razões são simples: é menos sofrido, menos dolorido e mais barato manter uma rotina de trabalho focada na manutenção, preservando com inteligência dados e sistemas.

Jornada para a nuvem: evite as armadilhas e faça a coisa certa

Por Fábio Kuhl*

Até bem pouco tempo, a nuvem era inovação, hoje me arrisco a dizer que, em breve, uma commodity.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site