Home - Convergência Digital

Maratona de Hackers no Rio terá competição internacional da NASA

Convergência Digital* - 01/10/2019

O Hacking.Rio – maior maratona de desenvolvedores da América Latina – abre novas inscrições, até 10 de outubro, pelo site www.hackingrio.com. Em sua segunda edição, o hackathon reunirá mais de 1.500 hackers e especialistas em inovação, tecnologia e empreendedorismo para gerar soluções de alto impacto para problemas reais enfrentados pela sociedade no atual processo de transformação digital.

O Hacking.Rio terá 42 horas seguidas de desenvolvimento de novas tecnologias além de conferência internacional e fórum de novos negócios e o hackaton da NASA,  entre os dias 18 e 20 de outubro, no Aqwa Corporate, no Porto Maravilha. Por conta da troca de data da realização do evento, a organização abriu novas vagas para hackers.

Mais de mil desenvolvedores e programadores, designers e profissionais da área de negócios se inscreveram para participar de 42 horas de competição de desenvolvimento de novas tecnologias capazes de solucionar problemas como os de transporte, saúde e educação no Rio. Os perfis foram selecionados por um comitê e alocados nos 15 hackathons temáticos que acontecerão simultaneamente.

Os temas que os grupos de hackers vão trabalhar (clusters) serão: educação; energia; esporte; alimentação; construção, economia criativa; seguros; mobilidade; óleo & gás; distribuição e conveniência; segurança, defesa e cybersecurity; sustentabilidade e oceanos; cooperativismo de plataformas e turismo.

Os times vencedores de cada hackathon ganharão R$ 1,5 mil e o grande vencedor do Hacking.Rio, aquele que apresentar o projeto mais bem avaliado por uma banca de especialistas, receberá a premiação de R$ 15 mil, o 2º lugar de R$ 5mil e o 3º lugar R$ 2,5 mil, Ou seja, somam R$ 45mil em prêmios. Os participantes, que vêm de todas as partes do país, contarão com o suporte de mentores técnicos e especialistas do segmento. Dentro dos desafios de cada setor, deverão ser trabalhados os 17 desafios dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, que devem ser implementados por todos os países do mundo até 2030.
 
Competição internacional da NASA

Uma novidade este ano é que o Hacking.Rio abrigará o hackaton internacional NASA Space Apps Challange 2019. A competição da agência espacial dos Estados Unidos acontece simultaneamente em mais de 200 cidades ao redor do mundo. As inscrições também já estão abertas e devem ser feitas até o dia 10 de outubro, diretamente pelo site: https://www.spaceappsbrazil.org/. As vagas são gratuitas, mas limitadas a 1000 participantes.

Nesta edição, a NASA abrirá sua base de dados colhidos em suas mais diversas missões e pesquisas, com os dados sendo usados pelas equipes à vontade. A primeira edição do evento aconteceu em 2012, e na edição de 2018, primeira vez que aconteceu no Rio, contou com 18 mil participantes em mais de 200 cidades espalhadas por 75 países.  No Brasil, além do Rio, participarão Curitiba (PR),  Foz do Iguaçu (PR), São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Campina Grande (PB) e Manaus (AM) e outras.

“Na era da transformação digital, em que buscamos criar negócios exponenciais e reinventar nossas carreiras, o hackathon é uma ferramenta de aprendizado coletivo, ágil, uma experiência única para ajudarmos a inspirar a nova geração de “smart people”. Gente que cria, faz e inova como propósito de vida”, diz Lindália Junqueira, realizadora do Hacking.Rio e co-fundadora do movimento Juntospelo.Rio.

Para fornecer comodidade aos participantes, a organização do evento fornecerá alimentação, espaço para uma soneca e disponibilizará banheiros para que tomem banho. Em 2018, em sua primeira edição, o evento já se consagrou como maior hackathon da América Latina, em números. Foram 589 hackers, 187 mentores, 41 jurados e 115 projetos desenvolvidos em 42 horas de programação. Para resistir à maratona, foram consumidas 15.760 garrafas d’água, 5.600 fatias de pizza e 1.800 sanduíches, além de muito café.

Serviço:
Hacking Rio
Inscrições gratuitas – Até 10 de outubro de 2019
www.hackingrio.com
Data evento: de 18 a 20 de outubro de 2019
Local: Aqwa Corporate – Porto Maravilha - Rio de Janeiro, RJ

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

06/07/2020
Governo de SP e startup abrem 50 mil bolsas de estudo gratuitas para cursos de programação

26/05/2020
Carrefour vai qualificar gratuitamente 25 mil profissonais de TI

22/05/2020
Santander Coders oferece 240 bolsas para desenvolvimento mobile

15/05/2020
Mais de 10 mil mulheres estão inscritas para o Santander Coders

15/04/2020
Pandemia de Covid-19 promove uma corrida por programadores em Cobol

25/03/2020
Instituto TIM oferece cursos online e gratuitos para capacitação

28/01/2020
TypeScript, Go, Kotlin: qual dessas você quer usar para programar?

23/01/2020
SESI/São Paulo incorpora programação e robótica à grade curricular

16/01/2020
Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação

12/12/2019
Escola de programação no Brasil só cobra depois do aluno receber o primeiro salário

Ciência de dados: a profissão do agora e do futuro

Em alta, o profissional cientista de dados é buscado em áreas como medicina, varejo, bancos, telecom, entre outros. Um bom especialista tem formação multidisciplinar e visão holística do negócio.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Seis dicas para formar uma equipe de trabalho resiliente

or Craig Mackereth*

Formar uma equipe ou força de trabalho resiliente não é tarefa que se execute da noite para o dia. Tampouco é possível tornar uma equipe verdadeiramente resiliente se isso ainda não estiver integrado ao DNA da empresa.

Destaques
Destaques

Teletrabalho: medo de perder emprego cria obrigação de ficar 100% online

Pesquisa do LinkedIn aponta que 68% dos brasileiros têm trabalhado de uma a quatro horas a mais por dia por conta de estarem em home office. Maior parte reclama de ansiedade e estresse. Maioria também reclama da ausência dos colegas de trabalho, mas 43% se sentem mais produtivos com o trabalho remoto.

TST suspende demissões na Dataprev enquanto durar crise da Covid-19

Trabalhadores alegaram que os prazos acordados no fim da greve não terão como ser integralmente cumpridos diante da situação emergencial com a epidemia do coronavírus. 

TST: Teletrabalho tem de respeitar os contratos vigentes

Corte aponta, no entanto, que em situações emergenciais, como a atual crise da Covid-19, a adoção da jornada online temporária prescinde formalização, mas deve respeitar leis trabalhistas. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site