SEGURANÇA

Mais de 60% das empresas sofrem incidentes de segurança semanais

Convergência Digital ... 08/10/2019 ... Convergência Digital

Uma pesquisa entre 280 gerentes de TI na Alemanha, EUA e Brasil revela que 61% de todos os entrevistados diz que lida com incidentes de segurança pelo menos uma vez por semana. E ao avaliar como os ataques cibernéticos são perigosos para a empresa, 18% dos entrevistados classificaram o risco de segurança como muito alto. 

Segundo a consultoria OTRS AG, responsável pelo estudo, o cenário é especialmente delicado diante da afirmação de 50% dos entrevistados de que a empresa sofreu perdas financeiras devido a incidentes de segurança. Ainda assim, apenas 49% entende que os incidentes foram devidamente tratados. Para outros 49%, é preciso melhorar. Os 2% restantes ainda estão lutando para lidar com as consequências dos incidentes de segurança em geral.

Nos três países, a maioria dos gerentes de TI (37% nos EUA, 42% no Brasil e 41% na Alemanha) respondeu que processos mais claramente definidos seriam a maior ajuda para lidar adequadamente com incidentes de segurança. Além disso, a maioria dos entrevistados acredita que regulamentos governamentais como GDPR (Regulamento Geral de Proteção de Dados), CCPA (Lei de Privacidade do Consumidor da Califórnia) e LGPD (Lei Geral de Proteção / Brasil) ajudam a manter os dados seguros.

Os EUA parecem ser o país com o maior número de incidentes de segurança, com 68% indicando incidentes semanais ou com mais frequência. No Brasil, 59% falam de incidentes semanais ou mais frequentes; e na Alemanha, 57%.

Quando perguntados sobre o que perde mais tempo quando se trata de resolver incidentes de segurança, as opiniões dos países também diferem um pouco: Mais de um terço (32%) dos entrevistados alemães declaram como sua principal resposta que documentar tudo após um incidente perde mais tempo. No Brasil (36%) afirmam que o maior desafio parece ser encontrar informações com rapidez suficiente, o que também se aplica aos EUA (27%). 

A pesquisa foi realizada on-line, via Pollfish, em setembro de 2019, entre 280 gerentes de TI na Alemanha (80), EUA (100) e Brasil (100).


Zoom é isca em 99% dos ataques com ferramentas de ensino online

Segundo levantamento das empresas de segurança Kaspersky, em todo o mundo invasões desse tipo cresceram 20.000%. Brasil é o quinto país mais atacado. 

Ataques de phising crescem 600% na AL. Netflix é o alvo dos hackers

Campanha em nome da OTT se distribui por meio de um e-mail com o assunto "Alerta de notificação". A mensagem informa sobre uma suposta dívida acumulada em nome da vítima que pode levar à suspensão do serviço caso não sejam tomadas medidas rápidas.

Brasil sofreu mais de 2,6 bilhões de ataques cibernéticos no 1º semestre

Configuração incorreta de servidores é o principal responsável pela maior parte das tentativas de invasão, reporta estudo da Fortinet. Cai o número de tentativas de golpes usando a Covid-19.

Prejuízo médio com violação de dados sobe para R$ 5,8 milhões no Brasil

Estudo da IBM mostra que o aumento no valor foi de 10,5% em relação a 2019. O levantamento traz uma advertência: aumentou o prazo para contenção do vazamento nas empresas para 115 dias. Credenciais roubadas ou nuvens com configurações incorretas foram as brechas para as invasões.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G