NEGÓCIOS

Insegurança jurídica afasta investidor de software no Brasil

Da redação ... 16/10/2019 ... Convergência Digital

Insegurança jurídica é de longe o maior problema enfrentado pelo setor de software e serviços de TI no Brasil para a atração de investimentos, lamenta o presidente do Conselho da Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES), Jorge Sukarie.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o ABES Conference, realizado no dia 14/10, em São Paulo, Sukarie disse que uma medida imediata em prol do software seria o Supremo Tribunal Federal se posicionar sobre três ADINs e um recurso extraordinário.

"Com a decisão do STF, o legado não ficaria sem solução e se poderia olhar o futuro, uma vez que o ambiente, hoje, é inóspito para os investimentos", diz Sukarie. Sobre a Reforma Tributária, em discussão, a ABES se posiciona de forma contrária à elevação de tributos proposta para o setor de serviços, onde software e serviços de TI estão inclusos.

"Hoje as empresas pagam entre 6,95% e 15%, dependendo da modalidade de atuação. Na proposta existente, o incremento poderia chegar a 30%, que teria de ser repassado ao consumidor e afetaria a cadeia produtiva. No caso da bitributação do ISS e ICMS, a unificação parece ser uma solução para o futuro, mas não pode ter aumento de impostos. Serviços não usam créditos de tributos", afirma Jorge Sukarie. Assistam a entrevista com o presidente do Conselho da ABES.


Cloud Computing
BIC faz transformação digital com Salesforce

Multinacional reescreve relacionamento com cliente e obteve um aumento de 90% na velocidade de entrada de pedidos, tempo entre o vendedor registrar o pedido no sistema e ele ser faturado, resultando em uma queda de 24h úteis para apenas 2 horas.

Depois de vários nãos, Covid-19 faz Xerox desistir de oferta hostil pela HP

Aquisição, agora, é considerada muito arriscada. Proposta feita era de US$ 35 bilhões.

Big data e IA para saúde fazem Semantix comprar a Tradimus

Empresa brasileira adquiriu solução voltada para gestão dos recebimentos de pagamentos das seguradoras e operadoras de planos de saúde pelos serviços prestados. Valor da transação não foi revelado pelas partes.

Fenainfo faz manifesto pela retomada das atividades econômicas

Entidade, que reúne mais de 120 mil empresas de TI, afirma que 'diante da paralisação de muitos dos seus clientes, as empresas de TI também correm o risco de parar'.

Coronavírus: Generali amplia uso de PC alugado da Simpress por home office

Seguradora decidiu dobrar a quantidade de equipamentos contratados por outsourcing para manter o funcionamento dos negócios. CEO da Simpress, Vittorio Danesi, diz que, em sete dias, foram alocados mais de três mil notebooks em distintos clientes.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G