Home - Convergência Digital

Ericsson: entretenimento acelera a monetização do 5G

Ana Paula Lobo e Fábio dos Santos - 05/11/2019

O entretenimento é um dos aceleradores para se encontrar o melhor modelo de monetização para o 5G, assegura Georgia Sbrana, vice-presidente de Marketing, Comunicação, Inovação, Relações Institucionais e Governo para o Cone Sul da América Latina da Ericsson.

No Futurecom 2019, realizado de 28 a 31 de outubro, em São Paulo, a fabricante mostrou ao público que a nova tecnologia móvel vai muito além de smartphones mais velozes. Por meio de jogos e de uma banda conectada, com músicos em locais distintos, a Ericsson mostrou como o 5G amplifica e assegura a melhor performance para o consumidor.

"Monetizar o 5G é uma missão do ecossistema, e nós estamos mostrando que há aplicações muito próximas de nós", destacou Georgia Sbrana. Assista à entrevista com a VP de Marketing da Ericsson América Latina.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

11/11/2019
SAP Brasil: quem tem de cuidar dos dados são as empresas

11/11/2019
TS Shara: variação da energia no Brasil é risco para o mundo hiperconectado

11/11/2019
B2B terá papel estratégico no fomento do 5G no Brasil

07/11/2019
Ser humano faz a Aura,da Vivo, ser uma IA diferente

07/11/2019
Orquestração de rede 5G é prioridade da Ciena

07/11/2019
American Tower: "Seguimos olhando todo ativo compartilhável"

06/11/2019
NEC quer jogar o 'jogo' do 5G e entrar numa PPP para cidades inteligentes

06/11/2019
5G não vai funcionar num estalar de dedos

05/11/2019
Ericsson: entretenimento acelera a monetização do 5G

05/11/2019
Dell: o chamado para o Brasil é investir agora no edge computing

Destaques
Destaques

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Covid-19 não é desculpa e Brasil perde dinheiro e status ao atrasar o 5G

O mundo não vai esperar o Brasil resolver seus problemas e o 5G está acontecendo, advertiu o consultor sênior da Omdia, Ari Lopes. Governo terá de decidir se busca investimentos de longo prazo ou de curto prazo. Omdia prevê um impacto de US$ 1,1 trilhão no Brasil de 2021 a 2025.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site