Home - Convergência Digital

5G não vai funcionar num estalar de dedos

Ana Paula Lobo e Fábio dos Santos - 06/11/2019

O 5G não vai funcionar num estalar de dedos nem vai ganhar vida logo depois do leilão da frequência, adverte o CTIO da TIM Brasil, Leonardo Capdeville. Segundo ele, há uma jornada - já em curso - para fazer a nova tecnologia ter uma operação comercial.

"A TIM começou essa jornada há mais de ano. Estamos fazendo datacenters (serão 37 no Brasil) e  virtualização de redes. Se tudo funcionar do ponto de vista de rede, uma operação comercial poderá acontecer em três a quatro meses após o leilão, mas em algumas cidades e depois com expansão", afirmou Capdeville, em entrevista à CDTV, durante o Futurecom 2019, realizado de 28 a 31 de outubro, em São Paulo.

Sobre a fragmentação do espectro - como está na proposta colocada à mesa pelo conselheiro Vicente Aquino e ainda em discussão na Anatel -, o CTIO da TIM Brasil assegura que quebrar a frequência em blocos menores será uma medida ineficiente, uma vez que se perde o potencial do 5G. "Quanto mais contínuo o espectro, mais capacidade se oferece pelo equipamento instalado. Se há menos espectro, há um desperdício", observou.

Como operadora nacional, a TIM diz que é preciso ter 100 MHz para a oferta comercial. "80 MHz até pode fazer, mas menos do que isso compromete toda a modelagem da oferta de serviços", disse Leonardo Capdvelle. Assista à entrevista com o CTIO da TIM Brasil.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

17/08/2020
Confiança do consumidor é a base do serviço público digital

12/08/2020
Lei de inovação de Florianópolis bancou case brasileiro de rastreamento da Covid-19

12/08/2020
Etice usa Oracle para ser o maior broker de nuvem para setor público

11/08/2020
TV Digital: Sobra de R$ 1,4 bilhão fica para Minicom construir rede na Amazônia

11/08/2020
Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

04/08/2020
Linktel prepara piloto com Wi-Fi 6E no aeroporto de Salvador

04/08/2020
Wi-Fi 6 e Wi-Fi 6E em 6GHZ abrem o B2B para os provedores Internet

04/08/2020
Wi-Fi 6 e Wi-Fi 6E não concorrem com o 5G, sustenta HPE/Aruba

03/08/2020
Bemol quer Wi-Fi 6 e Wi-Fi 6E para levar banda larga para quem não tem nem 3G

31/07/2020
Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles

Destaques
Destaques

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site