TELECOM

FCC barra Huawei de fundo público de telecom nos EUA

Convergência Digital* ... 22/11/2019 ... Convergência Digital

A Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC) votou por 5-0 nesta sexta-feira para designar as companhias chinesas Huawei e ZTE como riscos à segurança nacional, impedindo que operadoras de telefonia em áreas rurais do país tenham acesso a um fundo federal de 8,5 bilhões de dólares destinado à compra de equipamentos ou serviços. 

O regulador de telecomunicações dos EUA também decidiu exigir que essas operadoras removam e substituam equipamentos da Huawei e da ZTE de suas redes existentes. 

Esta é a mais recente de uma série de ações do governo dos EUA destinadas a impedir que empresas norte-americanas comprem equipamentos Huawei e ZTE. As duas empresas chinesas terão 30 dias para contestar a decisão e uma ordem final de remoção obrigatória de equipamentos não é esperada até o próximo ano. 

A Huawei chamou a decisão de “ilegal” e pediu à FCC que “repense sua ordem profundamente equivocada”. Argumentou que a decisão da FCC se baseava “em nada mais do que especulações irracionais e insinuações”. 

O comissário da FCC Geoffrey Starks, democrata, disse que a substiuição de equipamentos das redes rurais dos EUA pode custar até 2 bilhões de dólares. 

A FCC argumentou que os laços das empresas com o governo chinês e as leis da China que exigem que essas empresas ajudem o governo em atividades de inteligência representam um risco à segurança nacional dos EUA. 

O Congresso dos EUA está considerando uma lei para autorizar até 1 bilhão de dólares para fornecedores substituirem equipamentos de rede das empresas chinesas. A FCC poderá utilizar o fundo para pagar pela substituição de equipamentos se o Congresso não agir. 

Cerca de uma dúzia de operadoras de telecomunicações rurais dos EUA que dependem de equipamentos baratos da Huawei e da ZTE estão negociando com as europeias Ericsson e Nokia a substituição de seus equipamentos chineses, informou a Reuters em junho. 

Washington está pressionando aliados para não concederem acesso à Huawei às redes 5G, afirmando que os equipamentos da Huawei podem ser usados para espionagem por Pequim, o que a empresa chinesa nega repetidamente.

* Com informações da Reuters


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Teles lançam site Fique Antenado! para incentivar instalação de antenas

Página, produzida pelo SindiTelebrasil, tem o intuito de incentivar a instalação de mais infraestrutura de telecom. MCTIC e Anatel apoiaram a iniciativa. Frente Nacional de Prefeitos se dispôs a sentar à mesa e tirar as dúvidas das gestões municipais.

Telefónica Brasil vende 1.909 torres para Telxius por R$ 641 milhões

Empresa anunciou a venda depois do posicionamento oficial da companhia de abrir mão das operações na América Latina para centrar as atenções no mercado brasileiro.

TelComp: conflito do uso do poste não tem uma solução única

Presidente do conselho da entidade, Luiz Henrique Silva, diz que há muitas possibilidade e os operadores neutros - que começam a chegar ao Brasil - são uma delas. Sobre fusões e aquisições, um recado: o uso de equipamentos não homologados é inaceitável.

Oi vai propor grupamento de ações se preço não subir acima de R$ 1

Tema será levado ao conselho de administração para debate na assembleia de acionistas marcada para abril de 2020. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G