Home - Convergência Digital

Qualificar a mão de obra é mais do que urgente no Brasil

Convergência Digital* - 11/02/2020

A Sondagem Especial – Falta de Trabalhador Qualificado, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada nesta terça-feira, 11/02, adverte para a falta de mão de obra qualificada na indústria no Brasil. Segundo o levantamento, é mais do que hora- e isso exige estratégia imediata- que a educação básica passe a dar ênfase nas áreas de STEAM (ciência, tecnologia, engenharia, artes e matemática) e fomentar a interdisciplinaridade, a resolução de problemas e o desenvolvimento de habilidades para a tomada de decisões.

“O Brasil paga caro por ter focado em um ensino médio generalista voltado para o ingresso nos cursos superiores. Cerca de 2 a cada 10 estudantes que concluem o ensino médio alcançam a educação superior. O restante dos estudantes, incluindo aqueles que abandonaram o ensino médio por falta de perspectivas, entra no mercado de trabalho sem preparo, sem uma profissão”, observa o relatório da CNI.

O estudo lembra que, no Brasil, apenas 9,7% das matrículas do ensino médio são em cursos de educação profissional. Na Alemanha, na Dinamarca, na França e em Portugal esse percentual é superior a 40% e alcança cerca de 70% na Áustria e na Finlândia. Entre as empresas ouvidas pela CNI e que relatam a falta de trabalhador qualificado, 96% afirmam que têm dificuldades para contratar operadores.

Ainda na área de produção, 90% das empresas dizem que enfrentam dificuldades para encontrar trabalhadores de nível técnico. Também há falta de profissionais qualificados para as áreas de vendas e marketing (82%), administrativa (81%), engenharia (77%), gerencial (75%) e pesquisa e desenvolvimento (74%).  As informações estão na Sondagem Especial – Falta de Trabalhador Qualificado, da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

A solução do problema, considera ainda a CNI, depende de ações no curto e no médio prazo. “De imediato, é necessário um esforço de qualificação e de requalificação da força de trabalho. No longo prazo, é preciso intensificar os esforços para melhorar a qualidade da educação básica no Brasil, priorizando a educação profissional”, diz a pesquisa, feita com 1.946 indústrias de todo o país.

O levantamento foi feito de 1º a 11 de outubro de 2019, com 1.946 indústrias de transformação e extrativas de todo o país. Dessas, 794 são pequenas, 687 são médias e 465 são de grande porte.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/09/2020
ACSoftware oferece 10 bolsas para capacitação profissional na Trilha DevOps da Jornada Learning

15/09/2020
Dell e IOS abrem cursos gratuitos para jovens e pessoas com deficiência em Campinas, RJ e Porto Alegre

14/09/2020
Estação Hack do Facebook abre 19 mil vagas gratuitas para curso de empregabilidade e inovação

10/09/2020
Meta oferece 350 vagas para TI. 21 delas para fora do Brasil

08/09/2020
CESAR School de Manaus abre inscrições para pós-graduação em Testes Ágeis

04/09/2020
Um em cada cinco servidores públicos será substituído por robô no Brasil

31/08/2020
CESAR abre inscrições para capacitação a distância em TI

24/08/2020
Contratações de pessoal cresceram 34% em julho

21/08/2020
SAP investe R$ 7 milhões em certificações gratuitas para jovens em TI

10/08/2020
Cursos de IoT e de computação em nuvem chegam à HSM University Code School

Cientista de dados: seja investigativo, analítico e curioso

Não há um perfil delimitado para o cientista de dados, o que significa que ele pode ser um 'profissional mais rodado e experiente' ou uim jovem recém-saído das universidades. Mas há um ponto essencial: a multidisciplinaridade, aponta o professor e especialista em ciência de dados do Instituto de Gestão e Tecnologia da Informação (IGTI), João Carlos Barbosa.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Seis dicas para formar uma equipe de trabalho resiliente

or Craig Mackereth*

Formar uma equipe ou força de trabalho resiliente não é tarefa que se execute da noite para o dia. Tampouco é possível tornar uma equipe verdadeiramente resiliente se isso ainda não estiver integrado ao DNA da empresa.

Destaques
Destaques

Um em cada cinco servidores públicos será substituído por robô no Brasil

A Escola Nacional de Administração Pública estima que, por conta da Transformação Digital, a automação deverá substituir cerca de 100 mil postos de trabalho no Serviço Público Federal nos próximos cinco a 10 anos, sendo que a metade deles terá menos de 50 anos.

Acordo trabalhista em Goiás será pago em Bitcoins

Em conciliação realizada pelo TRT de Goiás, empresa de mineração aceitou o pagamento no valor de R$350 mil convertidos na moeda eletrônica. 

Teletrabalho: Novo PL quer acordo prévio para custos com Internet e PCs

Iniciativa também não permite que o tempo de uso dos aplicativos, como o WhatsApp, fora da jornada normal, seja um regime de prontidão. Projeto tem regras distintas da IN 65 do Governo Bolsonaro para os servidores públicos.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site