OPINIÃO

O que é o balanceamento de carga de alta disponibilidade?

Por Ivan Marzariolli *
03/08/2020 ... Convergência Digital

Cada vez mais as empresas precisam que suas redes funcionem adequadamente todo o tempo, para garantir a conexão e os negócios. Tendências como banda larga móvel,  multi-cloud, nuvem  híbrida, virtualização, trabalho remoto e BYOD (traga o seu próprio dispositivo) permitem aos colaboradores se manterem produtivos praticamente em qualquer lugar - desde que tenham uma conexão confiável. O que acarreta muita pressão sobre a área de TI para que garanta alta disponibilidade para aplicações de missão crítica, como ERP, sistemas de comunicação e colaboração e infraestrutura  virtual para desktop (VDI).

Até o software e os sistemas mais robustos e confiáveis podem falhar. Para evitar interrupções e tempo de inatividade, a TI precisa implementar uma arquitetura de alta disponibilidade que use redundância e tolerância a falhas para garantir a operação contínua e rapidez na resposta de disaster recovery. Isso vale para todos os elementos do seu data center - desde alta disponibilidade para aplicações até alta disponibilidade para o balanceador de carga ou controlador de entrega de aplicações (ADC) que gerencia o tráfego de rede no interior  e entre os data centers em seu ambiente.

A importância da alta disponibilidade para o seu balanceador de carga

A alta disponibilidade começa com a identificação e eliminação de pontos únicos de falha em sua infraestrutura que podem desencadear uma interrupção do serviço - por exemplo, implantando componentes redundantes para fornecer tolerância a falhas no caso de um dos dispositivos estiver com problemas.

O balanceamento de carga, seja fornecido por um dispositivo independente ou como um recurso de um ADC, facilita esse processo, executando verificações de integridade nos servidores, detectando possíveis falhas e redirecionando o tráfego conforme necessário, para garantir um serviço ininterrupto.

Embora garantir a tolerância a falhas para servidores seja algo crítico, uma arquitetura de alta disponibilidade também deve levar em consideração a própria camada de balanceamento de carga. Se não houver capacidade de desempenhar sua função efetivamente, os servidores abaixo correm o risco de estourar, comprometendo potencialmente sua própria integridade, bem como o desempenho e a disponibilidade da aplicação. Isso torna a redundância tão importante para o balanceador de carga ou ADC quanto para qualquer outro componente no data center.

Como em um cluster de servidores de alta disponibilidade existem várias maneiras pelas quais os balanceadores de carga ou ADCs podem ser implantados para fornecer alta disponibilidade, incluindo:

• Em espera ativa - A configuração mais comum, o modelo em espera ativa inclui uma instância totalmente redundante de cada ADC, que é colocada online apenas no caso de falha do nó principal. Cada ADC ativo pode ser configurado de maneira diferente, embora cada par em espera-ativa  compartilhe a mesma configuração.
• Ativo-ativo -  Neste modelo, vários ADCs configurados de forma semelhante são implantados para uso rotineiro. Se um nó falhar, seu tráfego é ocupado por um ou mais dos nós restantes e a carga é balanceada conforme necessário para garantir um serviço consistente. Essa abordagem pressupõe que haverá capacidade suficiente disponível em todo o cluster para que ele funcione mesmo quando um ADC estiver indisponível.
• N + 1 - Fornecendo redundância a um custo menor do que o modo de espera ativo, uma configuração N + 1 inclui um ou mais ADCs extras que podem ser colocados online no caso de qualquer um dos ADCs principais falhar.

Em cada caso, um failover rápido permite tolerância a falhas e disaster recovery para a função de balanceamento de carga, para que o desempenho e a disponibilidade da aplicação não sejam afetadas pela falha. O gerenciamento de tráfego e failover é geralmente gerenciado por meio de uma versão do Protocolo de redundância do roteador virtual,  padrão de redundância.

Confira quais são os principais recursos de alta disponibilidade para balanceador de carga ou ADC
Além de garantir alta disponibilidade para o seu ADC, você também deve garantir que o seu ADC ofereça alta disponibilidade para as aplicações cujo tráfego ele gerencia. No caso de um servidor falhar, o ADC pode redirecionar o tráfego para outro servidor disponível no cluster. Os principais recursos que habilitam essa função incluem:

• Métodos de balanceamento de carga - Existem vários métodos que podem ser usados para a seleção do servidor, incluindo round robin, menos conexões, round robin ponderado, menos  conexões ponderadas, resposta mais rápida e muito mais. Seu ADC deve oferecer todas essas opções para permitir a configuração mais adequada ao seu ambiente e prioridades.

Monitoramento da integridade - Para garantir um failover rápido com pouco ou nenhum tempo de inatividade, a integridade do servidor deve ser avaliada continuamente com base em vários indicadores, incluindo:
• Séries temporais do total de bytes entrando e saindo de cada servidor
• Séries temporais de taxas de tráfego (em Mbps) dentro e fora de cada servidor
• Porcentagem de tráfego de erro acima do intervalo
• Número de boas conexões SSL
• Latência média do servidor de aplicativos por serviço
• SRTT de latência do lado do cliente, máximo, mínimo e médio como uma série temporal
• Verificações de integridade personalizadas, como medir o tempo de resposta para consultas específicas ao banco de dados SQL

* Ivan Marzariolli é country manager da A10 Networks.


Carreira
Universidade Veiga de Almeida cria especialização em LGPD

Curso terá 14 meses de duração e é voltado para diretores e gerentes de TI, Administradores de Redes, Gestores de Infraestrutura, Desenvolvedores, Administradores de Sistemas, Técnicos e Tecnólogos em TI, Analista de Sistemas e Engenheiros.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G