Home - Convergência Digital

Brasil lidera piloto mundial da Dell para Internet das Coisas

Convergência Digital
Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 20/10/2016

Há seis semanas a Dell conduz uma prova de conceito de uso da Internet das Coisas dentro da sua unidade fabril no Brasil, em Hortolândia, São Paulo. O objetivo é melhorar a qualidade dos testes de equipamentos e já é possível observar ganhos reais de eficiência, revela o Gerente da Área de Soluções OEM da Dell na América Latina, Fernando Cesar.

O projeto é pioneiro na fabricante e servirá de piloto para ser replicado em outras unidades fabris da companhia no mundo. "Nesse pouco tempo, já obtivemos 20% de mais eficiência e produtividade", conta o executivo.

Para Fernando Cesar, não existirá Internet das Coisas se ela não estiver apoiada em analytics e big data. "Se Internet das Coisas é dar voz digital aos objetos, fazer com que eles consigam falar das suas experiências, alguém tem de escutar senão não valerá de nada os esforços", sinaliza. Assistam a entrevista.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/06/2019
Embratel: IoT será ferramenta de produtividade para os bancos

03/06/2019
Especialistas detectam mais de 150 milhões de ataques a dispositivos IoT

23/05/2019
Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

16/05/2019
Vivo Empresas fornece IoT para rastrear 2000 veículos da Ezentis

15/05/2019
Avança na Câmara PL que zera taxas para dispositivos da internet das coisas

02/05/2019
Embratel, Claro, Embrapa e Eldorado estão à frente do projeto de IoT Fazenda Conectada

30/04/2019
Tributo zero para IoT avança na Câmara dos Deputados

29/04/2019
Samsung abre inscrições para curso gratuito, online e em português voltado para IoT

22/04/2019
WND e Facens firmam parceria para fomentar uso de IoT

18/04/2019
Brasil emplaca na UIT referência de arquitetura para Internet das coisas


TV Digital: Kassab prefere ‘desligar’ todo o estado de SP de uma única vez

Ideia é adiar o ‘apagão’ analógico na capital, que seria em março, para a mesma data do interior, em setembro. “O que vai ser avaliado é se não vale a pena atender o estado inteiro, sem separar a capital”, afirmou o ministro. 


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site